Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/11/2008 14:15

Custo de construção civil sobe 10% em MS durante o ano

No decorrer deste ano, o sul-mato-grossense precisou desembolsar 10,04% a mais para construir ou reformar, aponta o Sinapi (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil), calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em convênio com a CEF (Caixa Econômica Federal). Em janeiro, o m³ da construção civil custava a média de R$ 585,65 e chegou a R$ 640,56 em outubro.

Durante o ano, a maior parte dos materiais registrou inflação. Entre os produtos que encareceram, está o tijolo cerâmico furado, cujo milheiro passou de R$ 339,40 em janeiro para R$ 414 em outubro – aumento relativo de 21,97%.

Alguns outros produtos com elevações de preços são: prego 18x24, que passou de R$ 5,99 para R$ 7,18 (19,8%); areia fina, cujo m³ aumentou de R$ 25 para R$ 29 (16%); pedra britada (m³), que subiu de R$ 42 para R$ 47,23 (12,45%); cimento (50 kg), cujo preço médio passou de R$ 19,50 para R$ 20,50 (5%). No mês Apesar do avanço acentuado acumulado no ano, a variação de outubro (0,70%) é mais moderada em relação ao comportamento dos dois meses anteriores.

Conforme o IBGE, o custo do m² da construção civil em Mato Grosso do Sul disparou em agosto, atingindo variação de 1,47% (a maior do ano) – o valor nesse mês foi de R$ 628,08 e o registrado no anterior, de R$ 619,01. Em setembro, o custo médio foi de R$ 636,12, resultando em nova variação acentuada, de 1,28%.







Osvaldo Júnior - Midiamax

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)