Cassilândia, Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

05/11/2008 14:15

Custo de construção civil sobe 10% em MS durante o ano

No decorrer deste ano, o sul-mato-grossense precisou desembolsar 10,04% a mais para construir ou reformar, aponta o Sinapi (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil), calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em convênio com a CEF (Caixa Econômica Federal). Em janeiro, o m³ da construção civil custava a média de R$ 585,65 e chegou a R$ 640,56 em outubro.

Durante o ano, a maior parte dos materiais registrou inflação. Entre os produtos que encareceram, está o tijolo cerâmico furado, cujo milheiro passou de R$ 339,40 em janeiro para R$ 414 em outubro – aumento relativo de 21,97%.

Alguns outros produtos com elevações de preços são: prego 18x24, que passou de R$ 5,99 para R$ 7,18 (19,8%); areia fina, cujo m³ aumentou de R$ 25 para R$ 29 (16%); pedra britada (m³), que subiu de R$ 42 para R$ 47,23 (12,45%); cimento (50 kg), cujo preço médio passou de R$ 19,50 para R$ 20,50 (5%). No mês Apesar do avanço acentuado acumulado no ano, a variação de outubro (0,70%) é mais moderada em relação ao comportamento dos dois meses anteriores.

Conforme o IBGE, o custo do m² da construção civil em Mato Grosso do Sul disparou em agosto, atingindo variação de 1,47% (a maior do ano) – o valor nesse mês foi de R$ 628,08 e o registrado no anterior, de R$ 619,01. Em setembro, o custo médio foi de R$ 636,12, resultando em nova variação acentuada, de 1,28%.







Osvaldo Júnior - Midiamax

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 20 de Fevereiro de 2017
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 18 de Fevereiro de 2017
Sexta, 17 de Fevereiro de 2017
20:33
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)