Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

08/07/2013 16:34

Curso terá 8 anos e novos médicos vão atuar dois anos na rede pública

Zemil Rocha, Campo Grande News

A fim de assegurar a presença de médicos no interior do País, o governo federal decidiu promover mudança nos cursos de medicina, a partir de 2015, condicionando o registro definitivo da profissão à atuação por dois anos na rede pública de saúde e estendendo o tempo de formação de seis anos para oito anos.

Parte do pacote de ações na área da saúde, que estão sendo anunciadas hoje presidente Dilma Roussef, que inclui também a vinda de médicos estrangeiros, a alteração nos cursos de medicina permitirá uma grande disponibilização de mão-de-obra médica em postos de saúde, pronto-socorros e no Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência), especialmente nas regiões mais carentes desses profissionais. Serão cerca de 20 mil médicos a mais atuando na rede pública de saúde a partir de 2021.

No chamado de "2º ciclo", como vem sendo chamado pelo governo o período extra de dois anos, o médico continuará no curso, vinculado à instituição de ensino, numa espécie de ante-sala da residência e recebendo uma bolsa do Ministério da Saúde, com valor que ficará entre R$ 3 mil e R$ 8 mil.

Uma Medida Provisória (MP) deve ser publicada amanhã, fazendo a alteração nos cursos de medicina, com inspiração em modelo que existe no Reino Unido.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)