Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

09/07/2005 07:31

Cristovam defende fim da reeleição e cobra um novo PT

Agência Senado

O senador Cristovam Buarque (PT-DF) afirmou nesta sexta-feira (8) que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deveria abrir mão de um segundo mandato e encaminhar ao Legislativo projeto de lei extinguindo o instituto da reeleição. Na avaliação do parlamentar, a crise política vivida pelo atual governo não será combatida apenas com a exoneração de lideranças "históricas" do partido dos principais cargos da administração pública, a exemplo da saída de José Dirceu da Casa Civil, mas com a adoção de soluções "drásticas" e com o surgimento de um "novo" partido.

- Nos próximos dias ou surge um novo PT ou nós não vamos ter PT por muito mais tempo, ainda que a sigla continue flutuando na política brasileira. As crises não são resolvidas dentro da própria lógica que as criou, exigem uma ruptura com as suas causas e um olhar adiante delas, além da própria crise. É preciso romper com as causas centrais da crise, como a promiscuidade entre política e dinheiro, tanto nos processos eleitorais quanto no exercício do poder, e a própria reeleição. O presidente deve usar os meses que lhe faltam para fazer aprovar uma reforma política que impeça e puna atos de corrupção - afirmou.

Segundo Cristovam, o PT amadureceu em relação à economia, mas não entendeu que as causas da pobreza não se resolvem apenas pelo crescimento econômico.

- São necessárias políticas públicas que mudem a realidade social e possam abolir a pobreza, distribuir a renda e educar toda a população. O PT precisa ir além de São Paulo, não pode continuar olhando o Brasil de cima dos prédios da Avenida Paulista ou do chão das fábricas do ABC. A realidade brasileira e as necessidades do povo brasileiro são muito mais do que as repetitivas bandeiras de ordem interna do setor moderno da economia. O PT não sairá da crise se não for além dos trabalhadores e se transformar em um partido de todo um povo - afirmou o senador.

Na avaliação de Cristovam, o PT surgiu vinculado ao movimento sindical e ficou prisioneiro das categorias profissionais do setor moderno da economia.

- O PT precisa ir além das tendências que a legenda abriga. Não é possível construir um partido que se nega a ser partido, prefere ficar dividido em tendências, como subpartidos, sem uma idéia central aglutinadora. A atual crise moral vem principalmente da falta de ideologia que transforma o militante comprometido com mudar o Brasil em um militante comprometido apenas com o presente, com seu grupo. O PT tem que ir além da arrogância, não somos donos da verdade, não podemos ser democratas sendo arrogantes - afirmou o senador pelo PT do Distrito Federal.

Segundo Cristovam, além de definir regras mais rígidas para o comportamento ético dos dirigentes do partido, o PT precisa definir com "igual rapidez" o marco da ética nas prioridades sociais que serão realizadas pelos governos comandados pela legenda.

- Se olhar além e fizer uma autocrítica, buscando as causas da crise e pensando o futuro além dela, o PT vai superá-la, recuperar as biografias e reconstruir o partido, principalmente por meio dos seus milhares de militantes. O país precisa de seus símbolos para completar sua República e sua Abolição, socializar seu desenvolvimento. Esse é o desafio que vive hoje, entre frustrada e angustiada, a militância de esquerda no Brasil - concluiu o senador.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)