Cassilândia, Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

Últimas Notícias

23/10/2017 09:20

Crise na Oi: Se empresa falir, mais de 2 mil municípios podem ficar sem sinal

Midiamax

Mais de dois mil municípios do país teriam serviços de telecomunicação cortados caso a Oi, que está em crise, entre em falência. De acordo com reportagem do jornal O Globo, 37% do total de cidades do país dependem dos serviços da empresa para acesso a telefonia fixa, celular e internet. Neste cenário, 46 milhões de linhas de celular, 14 milhões de telefones fixos e cinco milhões de pontos de acesso à banda larga seriam afetados.

As informações constam em documento do governo sobre a crise da concessonária. “2.051 municípios estão em risco de apagão imediato dos serviços de voz e dados”, diz trecho do texto.

Para evitar o cenário, a Advocacia-Geral da União (AGU) lidera negociações entre a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a Justiça e possíveis investidores para encontrar uma solução conjunta entre credores e Conselho de Administração. 

O documento alerta, ainda para a alta dependência da rede da Oi para que concorrentes, como Vivo, Claro e TIM, forneçam servicos. "Praticamente todo o tráfego telefônico do Brasil, exceto no Estado de São Paulo, passa pela rede da Oi. O mais preocupante, porém, é o nível de dependência das outras empresas Brasil afora. Todas as teles dependem da Oi em algum grau. Assim, um problema na Oi afetaria não só os seus clientes, mas também os de outras empresas que alugam a rede da Oi e dependem da infraestrutura da concessionária para oferecer os serviços de voz e dados", explica fonte do governo.

A crise na concessionária começou quando a tele comprou a Brasil Telecom (BrT) em 2010. Com o negócio, a dívida da Oi aumentou, após a descoberta de passivos bilionários relativos à BrT. Em 2014, se uniu a Portugal Telecom e herdou rombo bilionário, em euros. A empresa está em recuperação judicial desde junho de 2016, com débitos de cerca de R$ 64 bilhões.

 

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 24 de Novembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 23 de Novembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 22 de Novembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)