Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/10/2008 15:25

Crise financeira já mostra reflexos no crédito

Kelly Oliveira - Agência Brasil

A crise financeira internacional teve um efeito mais forte na concessão de crédito para pessoa física no país no início de outubro. Segundo dados divulgados hoje (22) pelo Banco Central, o crescimento do volume de crédito concedido nos oito primeiros dias deste mês foi de 3,2%, na comparação com o mesmo período de setembro. No mês passado, o crescimento em relação a agosto foi de 3,5%.

Para as famílias, a concessão permaneceu estável e para as empresas, subiu 5,6%. Os dados preliminares dizem respeito ao crédito referencial para a taxa de juros (operações consideradas para o cálculo das taxas médias de juros). Se for descontada a variação cambial de 19,5% nesse período, houve decréscimo na concessão de crédito em todo o sistema de 0,2% e de 0,3% para as empresas.O estoque de crédito em moeda estrangeira é superior a 7%.

Segundo o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, o resultado é reflexo da greve dos bancários e da crise financeira internacional. Lopes afirmou que há “conservadorismo”, tanto de clientes quanto dos bancos por conta da crise. No caso do tomador, ele lembrou que os bancos enfrentam restrição de acesso a recursos e estão fazendo uma “análise mais rigorosa” na hora de conceder financiamentos.

De acordo com Lopes, ainda não é possível avaliar o reflexo das medidas de liberação de depósitos compulsórios feitos pelo Banco Central, uma vez que várias delas foram adotadas no dia 8 de outubro e os dados são referentes a até o dia 10.

A taxa geral de juros anual passou de 40,5% para 41,6%. Para as famílias, os juros permaneceram estáveis em 53,1% de setembro para início de outubro. Para as empresas, houve passaram de 28,3% para 30,8%. No cheque especial houve recuo das taxas de 170,2% em setembro, que havia sido a mais alta desde julho de 2003 (173,9%), para 169,4% no início de outubro.
No mês de outubro, o volume de crédito chegou a R$ 1,148 trilhão, o que corresponde a 39,1% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)