Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/09/2005 15:30

Crise derruba venda de sementes de soja

Campo Grande News

A crise instalada no campo por conta das perdas com estiagem, preços e câmbio em baixa, já prejudica o setor sementeiro de Mato Grosso do Sul. Conforme o presidente da Aprossul (Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso do Sul), Carmélio Romano Roos, nesse mesmo período no ano de 2004 já estavam comercializadas 70% das sementes produzidas e outros 10% comprometidos, quando neste momento somente 50% estão comercializados ou comprometidos.

Isso mesmo com redução de produção de sementes em 18% em relação ao ano passado, São 1,1 milhão de sacos de 40 quilos cada contra 1,35 milhão no ano passado.

Desta vez a perspectiva é que a área plantada com soja para a safra 2005/06 tenha redução de 12% em relação à passada, totalizando 1,8 milhão de hectares. Embora a SFA (Superintendência Federal de Agricultura) não tenha autorizado o plantio de sementes transgênicas guardadas pelo produtor na última safra, Carmélio acredita que o plantio deva ocorrer clandestinamente. Do total plantado, estima, de 750 a 800 mil hectares devem ser de soja transgênica.

A disponibilidade no Estado de soja autorizada pelo governo é de 200 mil sacos.
Para Carmélio o Banco do Brasil deveria adotar outro critério no momento de financiar lavouras com transgênicos. Ao invés de exigir do produtor que ele declare se o grão é transgênico ou convencional, defende, deveria financiar somente lavouras com sementes fiscalizadas, exigindo nota fiscal do produto.
Para Carmélio não deve, entretanto, haver sobra de sementes autorizadas no mercado, uma vez que os produtores já estão negociando o financiamento.

O que ocorreu foi um atraso em todo o processo, no ano passado por exemplo os recursos começaram a ser liberados no fim de junho e desta vez somente em agosto.

Além disso, embora o produtor enfrente um período de quebradeira, preços de insumos como agroquímicos e da própria semente também diminuíram. Hoje a saca custa R$ 60,00 14,2% a menos que em 2004.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)