Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/09/2007 09:42

Cresce o número de indústrias de fertilizantes autuadas

Bárbara Lobato /ABr

Brasília - O número de empresas que usavam fertilizantes fora do padrão de qualidade autuadas no primeiro semestre deste ano é 52% superior ao do segundo semestre de 2006, aponta pesquisa divulgada hoje (17) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Dos 3 mil fertilizantes analisados, 682 foram reprovados pelo índice de qualidade do ministério – cerca de 230 a mais que no semestre anterior. Foram fiscalizadas 1.774 empresas, separadas por grupos, segundo o coordenador de Fertilizantes, Inoculantes e Corretivos do ministério, José Guilherme Tollstadius.

“O grupo de fertilizantes minerais simples [uréia e sulfato de amônia], por exemplo, apresentou uma evolução, com resultado positivo acima de 93% dentro da garantia – no semestre passado esse índice estava em torno de 82%”, disse.

Já os fertilizantes mistos, os mais usados pelos agricultores, segundo Tollstadius, apresentaram queda em relação à qualidade, de 76% para 75%, "um percentual alto fora da garantia”. São analisados 13 nutrientes e o valor varia conforme a qualidade de um deles, que "interfere nos demais produtos", explicou.

O presidente da Comissão de Grãos da Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA), Macel Caixeta, disse que o governo precisa intensificar a fiscalização sobre a comercialização de fertilizantes, a fim de garantir segurança para o produtor rural e para o abastecimento.

“Este ano os preços [dos fertilizantes] aumentaram, o que foi até denunciado em audiência pública, mas o governo não tomou qualquer atitude para frear esse aumento, definido pelas multinacionais", destacou.

Mato Grosso, São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Rio Grande do Sul são os estados que mais fazem uso de fertilizantes na produção agrícola.

A multa para as indústrias ou para quem comercializa fertilizantes varia de acordo com o produto. No primeiro semestre, o ministério recolheu cerca de R$ 1,6 milhão em multas.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)