Cassilândia, Quarta-feira, 17 de Julho de 2019

Últimas Notícias

16/01/2019 09:40

Cresce em 60% procura de informações para compra de arma

Correio do Estado

 

O aumento na busca por informações, para comprar uma arma de fogo aumentou pelo menos 60%, desde que Jair Bolsonaro (PSL) venceu as eleições em 2018. A informação é do empresário, Antônio Aranis Saldanha, que há nove anos atua no setor, em Campo Grande.

"Isso não significa que as vendas já cresceram, mas, a procura por informações e orçamentos realmente mais que dobrou, logo após o término das eleições. No entanto, muitas pessoas não fazem a mínima ideia de como comprar uma arma e pensam que é só chegar, escolher o modelo e comprar. Mas, não é bem assim, tem vários trâmites que precisam ser atendidos", explica o especialista.

Na avaliação do empresário, se os pedidos de orçamento se efetivarem em vendas, o resultado será bastante positivo."Se metade destes contatos forem confirmados, teremos um incremento inicial de 30% nas vendas. Os preços variam bastante e temos modelos que podem variar entre R$ 2,8 mil e R$ 8 mil reais. Então, vai depender do poder de compra do cliente", observa.

DECRETO NACIONAL

No decreto assinado nesta terça-feira (15), pelo presidente da república, ficou estabelecido o direito à posse de arma de fogo, em casa ou no local de trabalho para cidadãos residentes em área urbana ou rural. No entanto, algumas exigências continuarão valendo, a fim de controlar o uso.

A fim de efetivar a necessidade para que o cidadão obtenha o porte, alguns critérios devem ser atendidos, entre eles: ser agente de segurança, funcionário da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), agente penintenciário, funcionário do sistema socioeducativo e trabalhador de polícia administrativa; militar (ativo e inativo); morador em área rural, colecionador, atirador, caçador registrado no Comando do Exército, proprietário de estabelecimentos comercial e industrial e, caso, a pessoa queira manter o equipamento em casa, deve comprovar a existência de cofre ou local seguro para armazenamento.

Como funciona atualmente, a Polícia Federal continuará a decidir se autoriza ou não a concessão da posse de armas. Por isso, alguns quesitos serão mantidos: pessoas com comprovado vínculo em organizações criminosas, mentir na declaração da efetiva necessidade, se passar por outra pessoa que não conseguiu atender os requisitos da PF.

Além disso, a posse de armas de uso exclusivo das Forças Armadas e Instituições de Segurança Pública permanecem proibidas, em circulação civil.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 17 de Julho de 2019
Terça, 16 de Julho de 2019
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
Segunda, 15 de Julho de 2019
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)