Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

02/03/2005 15:53

Cresce 5% número de afrodescendentes nas universidades

Keite Camacho / ABr

O número de alunos afrodescendentes que ingressaram nas universidades em 2004 cresceu 5%. Os dados do ministério da Educação indicam que, em 2003, 875 mil alunos tiveram acesso ao ensino superior, contra 921 mil alunos no ano passado.

O fato é comemorado pela organização não-governamental (ong) Educafro, que atua em prol da educação e da cidadania. A ong diz esperar, no entanto, pelo aumento do número de estudantes negros nas universidades públicas. "A gente luta agora para a inclusão das instituições públicas de ensino porque precisam ter uma política de reserva de vagas para alunos da rede pública e afrodescendentes", afirma o assessor de Políticas Públicas e Ações Afirmativas da Educafro, Thiago Thobias.

Para o coordenador do Programa Universidade Para Todos (Prouni) do governo federal, Leonel Cunha, o acesso de alunos negros ao ensino superior se deve a dois programas: o Prouni e o Fies (Programa de Financiamento Estudantil). Cunha afirma que mais de 10 mil alunos negros entraram nas universidades por meio do financiamento. A este número deve se somar os mais de 46 mil alunos que ingressaram pelas cotas do Prouni.

"Estamos no caminho certo. Estamos corrigindo algumas desigualdades com relação à inclusão social. Vejo nisso um programa bastante importante", destacou Cunha.

O assessor da Educafro diz ainda que, embora 15 instituições públicas de ensino adotem políticas afirmativas por meio da reserva de vagas ou cota para negros, há universidades que apresentam "programas tímidos", e cita como exemplo a Universidade de São Paulo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)