Cassilândia, Domingo, 26 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

29/05/2008 14:08

Crédito para a casa própria avança 60% no Estado

Midiamax

Impulsionado pelo avanço das linhas populares, o crédito imobiliário cresceu 60,51% em Mato Grosso do Sul no primeiro quadrimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2007. A quantidade de contratos também aumentou, mas numa variação menor, o que indica que os valores financiados por contratante estão, em média, maiores. O incremento das contratações foi de 10,17% em igual intervalo.

Segundo o superintendente regional da CEF (Caixa Econômica Federal) Paulo Antunes Siqueira, o montante financiado em Mato Grosso do Sul, entre janeiro e abril de 2008, foi de R$ 67.077.445. Nos mesmos meses de 2007, os valores do crédito imobiliário somaram R$ 41.789.425. A diferença relativa é de 60,51%.

O volume de contratos também registrou avanço, mas numa variação menor. De janeiro a abril de 2007, foram fechados 2.113 contratos. Nos mesmos meses deste ano, esse número subiu 10,17%, passando para 2.328. A média financiada por contratante foi de R$ 28,813 mil em 2007 e de R$ 19,777 mil neste ano.

Apesar do crescimento do valor financiado, as cartas de crédito populares continuam respondendo pelo maior número de contratos, avalia o superintendente Siqueira. “Os créditos estão mais populares. Hoje, o interessado, que recebe um salário, consegue comprar uma casa através do crédito imobiliário. Basta encontrar uma casa com valor popular, de R$ 30 mil ou R$ 40 mil, por exemplo. A casa deve caber no bolso da pessoa”, diz.

Populares

Entre os créditos populares, há o PAR (Programa de Arrendamento Residencial), que aplicou R$ 38 milhões no ano passado em Mato Grosso do Sul. Para este ano, há R$ 40 milhões disponíveis na CEF para essa linha. Esses valores não estão incluídos na soma dos financiamentos dos créditos imobiliários, informados pela instituição.
Arquivo

O PAR funciona em parceria com o Governo. O programa é do Ministério das Cidades e é executado pela CEF. O PAR contempla famílias que recebem até R$ 1.800 e vivem em centros urbanos. Funciona mediante construção e arrendamento de unidades residenciais, com opção de compra do imóvel ao final do período contratado.

Além dessa linha especial, o Governo federal oferece, através da CEF, cartas de crédito para quem recebe de um a dois salários. É o caso do FNHIS (Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social). O dinheiro é repassado pelo Governo federal para os estados e municípios interessados. A CEF analisa a necessidade ou não do financiamento de casas populares para a localidade. Para esse ano, foram disponibilizados R$ 10 milhões para essa linha.




Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 26 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 25 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
07:30
Loterias
Sexta, 24 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)