Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/07/2006 07:14

CPMI das Sanguessugas analisa depoimento de empresário

Agência Câmara

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Sanguessugas deve concluir na próxima semana a análise do depoimento que o empresário Luiz Antônio Vedoin prestou à Justiça Federal de Mato Grosso. Apontado como comandante da "máfia das ambulâncias", Vedoin citou um número de parlamentares envolvidos no esquema bem maior do que os 57 que estão sendo investigados pela comissão.
O sub-relator de Sistematização e Controle da CPMI, deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), explicou que cada parlamentar mencionado por Vedoin ou pela Procuradoria-Geral da República terá uma pasta eletrônica com as informações e provas que geraram as suspeitas.
Alguns parlamentares investigados procuraram a CPMI em busca de uma certidão que os isente da acusação. O sub-relator informou que a certidão, liberada ontem, diz apenas que os nomes deles não constam do depoimento de Vedoin. Carlos Sampaio ressaltou que cabe a cada parlamentar verificar se o seu nome consta das demais provas produzidas e se defender dessas acusações.
Em depoimento prestado ao longo de sete dias à 2ª Vara Federal, em Cuiabá, Trevisan - considerado um dos principais organizadores do esquema de fraudes para compra superfaturada de ambulâncias com recursos provenientes de emendas ao Orçamento da União - teria denunciado o envolvimento de pelo menos 105 parlamentares no esquema fraudulento de aquisição dos veículos por prefeituras municipais. A CPMI já notificou 57 parlamentares.

Investigação em curso
O sub-relator considerou precipitada a divulgação de conclusões baseadas apenas em trechos do depoimento de Luiz Antônio Vedoin. Ele afirmou que, para evitar avaliações equivocadas, é preciso esperar pelo fim das investigações. "Não seria correto da nossa parte fazer qualquer afirmação sobre este ou aquele parlamentar, sobre eventual presente ou depósito em conta, por uma razão bastante simples: nós estamos no meio de uma investigação. Não temos uma investigação concluída."
Ele acredita que a análise do depoimento de Vedoin deverá estar concluída até a próxima quarta-feira (26).
Trabalho compartilhado
Carlos Sampaio foi nesta sexta-feira à Polícia Federal (PF) entregar provas e informações colhidas pela CPMI por meio de depoimentos. O deputado anunciou que, a partir de agora, todas as provas produzidas pela CPMI, pela PF e pela Controladoria-Geral da União serão compartilhadas, o que vai agilizar os trabalhos de todos os órgãos envolvidos.



Reportagem - José Carlos Oliveira/Rádio Câmara
Edição - Pierre Triboli

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)