Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

21/09/2007 15:30

CPMF: Chinaglia prevê novos embates na semana que vem

O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia, prevê para a próxima semana "embates bastante duros" sobre a proposta que prorroga a CPMF (PEC 50/07), a exemplo do que aconteceu na discussão e na votação do texto principal, aprovado na quarta-feira (19).

Em entrevistas aos programas Panorama, da TV Câmara, e Câmara Faz, da Rádio Câmara, nesta sexta-feira, Chinaglia manteve a previsão de que a votação da proposta na Casa seja concluída até a primeira semana de outubro. Ele assinalou que a revogação pelo governo de três medidas provisórias (379/07, 380/07, 382/07) que trancavam a pauta foi decisiva. "Como a oposição vem obstruindo, temos demorado nove, dez horas ou mais para votar uma única medida provisória. É extremamente cansativo", completou.

As propostas de emenda à Constituição precisam ser votadas em dois turnos. A análise em primeiro turno da PEC que prorroga a CPMF deve ser concluída na próxima semana, com votação dos destaques e de emendas aglutinativas. Essas emendas, explicou Chinaglia, são um esforço no sentido de pegar o que foi destacado para tentar construir uma outra proposta. "Depende, naturalmente, das discussões e de disposição tanto do governo quanto da oposição de produzir algum outro texto", acrescentou.

Saúde
Chinaglia enfatizou que foram dois dias de grande embate para se chegar à aprovação do texto principal, com sessões que se estenderam até a madrugada, no primeiro dia, e até a meia-noite, no segundo.

O presidente da Câmara observou que a CPMF foi criada no governo Fernando Henrique Cardoso, para ser provisória e com o argumento de que iria aumentar as verbas para a saúde, já que seria destinada exclusivamente ao setor. "De fato, desde aquela época, a maior parte das verbas da CPMF vai para a saúde, mas houve a chamada substituição de fontes, ou seja, entrou dinheiro para a saúde via CPMF e deixou de entrar recursos de outras fontes", afirmou. Com isso, avaliou Chinaglia, a saúde não foi tão beneficiada como se previa.
"O fato é que hoje a CPMF representa de R$ 38 bilhões a R$ 39 bilhões por ano e nenhum governo abre mão desse dinheiro, dadas as várias demandas que o País tem", concluiu o presidente da Câmara.

FPM
Nas entrevistas, Chinaglia também destacou a promulgação pelo Congresso de duas emendas à Constituição nesta semana: a que permite o registro de filhos de pai brasileiro ou mãe brasileira em consulados do Brasil no exterior, garantindo o direito à nacionalidade brasileira (54/07); e a que aumentou em 1% o repasse de tributos da União ao Fundo de Participação dos Municípios - FPM (55/07).

Em relação à Emenda 55/07, o presidente da Câmara ressaltou que se trata de uma reivindicação muito antiga dos prefeitos e vai representar, já neste ano, mais R$ 400 milhões para os municípios brasileiros. "Faz uma diferença muito grande, principalmente para os municípios menores", avaliou Chinaglia. Em 2008, acrescentou, esse aumento de um ponto percentual no FPM vai significar cerca de R$ 2 bilhões. "É dinheiro que circula e dá melhores condições para os prefeitos atenderem a população brasileira", disse.

Apátridas
Já em relação à Emenda 54/07 - a chamada Emenda dos Apátridas -, Chinaglia observou que serão beneficiados de imediato cerca de 200 mil crianças, adolescentes e jovens. Chinaglia lembrou que o termo apátridas refere-se às crianças nascidas em outros países, filhas de pais brasileiros, que, por uma lacuna na legislação, não podiam ser registradas como brasileiras no exterior. "Então ficavam sem registro, criando um incômodo para a família toda", enfatizou.




Agência Câmara

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)