Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/05/2004 19:27

CPI apura venda de rins em Pernambuco

Agência Câmara

A CPI do Tráfico de Órgãos Humanos realizou hoje audiência pública em Recife (PE) para apurar denúncias de venda de rins por brasileiros que foram levados para a África do Sul no início deste ano, em troca do pagamento de dez mil dólares.
Foram ouvidos os próprios doadores e autoridades policiais. Também foram mantidos contatos com integrantes da CPI estadual que investiga esses crimes. Participaram das audiências e reuniões, os deputados Neucimar Fraga (PL-ES), Zico Bronzeado (PT-AC), Pastor Pedro Ribeiro (PMDB-CE), Perpétua Almeida (PCdoB-AC) e Geraldo Thadeu (PPS-MG).

Denúncias
Seis pessoas estão presas e dezoito indiciadas pelo crime de tráfico de órgãos humanos. O deputado Geraldo Thadeu afirmou que existem outras denúncias de formação de quadrilha para tráfico de órgãos em vários pontos do País. "Nós temos denúncias que chegam do País todo. Eu acredito que precisamos trabalhar para melhorar o sistema de transplante, organizá-lo em benefício da população", disse Thadeu.

Desinformação
A deputada Perpétua Almeida disse que as vítimas não imaginavam estar praticando um crime ao vender os órgãos do seu próprio corpo. "A gente já está conseguindo identificar que, na maioria, os pacientes não tinham o menor conhecimento da legislação. Para eles, muito endividados ou desempregados, era uma oportunidade para pagar dívidas e conhecer outro país" - disse a deputada.


Reportagem - Allan Pimentel
Edição - Luiz Claudio Pinheiro


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)