Cassilândia, Quarta-feira, 29 de Março de 2017

Últimas Notícias

10/08/2006 14:59

CPI aprova relatório que recomenda cassação

Os membros da CPI dos Sanguessugas aprovaram nesta quinta-feira o relatório parcial da comissão que recomenda a abertura de processo de cassação contra 72 parlamentares envolvidos na máfia das ambulâncias.

O único voto contrário ao relatório foi do senador Wellington Salgado (PMDB-MG). Houve também uma abstenção, do senador Sibá Machado (PT-AC).

Dos parlamentares denunciados pela CPI, três são senadores, os demais deputados. Os nomes serão encaminhados para os Conselhos de Ética da Câmara e do Senado, para serem submetidos a processo de cassação de mandato.

Os deputados e senadores são acusados de terem recebido dinheiro em troca de apresentar emendas ao Orçamento da União para a compra de ambulâncias. Os recursos eram desviados quando liberados para as prefeituras.

A comissão não encontrou provas contra 18 dos 90 parlamentares que foram investigados por suposta participação com a máfia das ambulâncias. Os processos abertos contra esses parlamentares serão arquivados "por falta de provas", conforme o relatório parcial divulgado hoje.

O deputado Saraiva Felipe (PMDB-MG), que está na lista dos inocentados, poderá ser novamente investigado pela CPI. Ele poderá entrar numa segunda etapa, mas por sua gestão no Ministério da Saúde.

O empresário Luiz Antônio Trevisan Vedoin, da Planam, teria afirmado que como parlamentar Saraiva não participou do esquema, mas não o isentou como ministro. É o ministério quem liberava o dinheiro das emendas que eram desviadas.

Base de apoio

Dos 72 parlamentares denunciados, 63 são da base de apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Congresso. A oposição tem nove parlamentares denunciados. No total, dez partidos têm integrantes envolvidos no esquema.

PL, PTB e PP têm o maior número de denunciados. Os três partidos --que participam da base de apoio do presidente-- também foram protagonistas do escândalo do "mensalão", pelo qual o governo supostamente pagava aos deputados para ter seus projetos aprovados no Congresso.

O PL lidera a lista com 18 citados. Na seqüência aparecem: PTB (16), PP (13), PMDB (8), PFL (7), PSB (4), PT (2), PRB (2), PSC (1) e PSDB (1).

Dos 18 parlamentares que foram absolvidos pela CPI dos Sanguessugas, 11 são da base aliada do governo e sete da oposição.

O PP tem o maior número de parlamentares que escaparam de um processo de perda de mandato porque a comissão não encontrou provas contra eles. Cinco foram absolvidos. Na seqüência aparecem: PMDB (3), PSDB (3), PFL (2), PPS (1), PSC (1), PTB (1) e PSB (2).

PL, PTB, PP, PMDB, PSB, PT, PRB são da base aliada e PSDB, PFL, PSC e PPS, da oposição.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 29 de Março de 2017
Terça, 28 de Março de 2017
21:41
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)