Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/08/2006 14:59

CPI aprova relatório que recomenda cassação

Os membros da CPI dos Sanguessugas aprovaram nesta quinta-feira o relatório parcial da comissão que recomenda a abertura de processo de cassação contra 72 parlamentares envolvidos na máfia das ambulâncias.

O único voto contrário ao relatório foi do senador Wellington Salgado (PMDB-MG). Houve também uma abstenção, do senador Sibá Machado (PT-AC).

Dos parlamentares denunciados pela CPI, três são senadores, os demais deputados. Os nomes serão encaminhados para os Conselhos de Ética da Câmara e do Senado, para serem submetidos a processo de cassação de mandato.

Os deputados e senadores são acusados de terem recebido dinheiro em troca de apresentar emendas ao Orçamento da União para a compra de ambulâncias. Os recursos eram desviados quando liberados para as prefeituras.

A comissão não encontrou provas contra 18 dos 90 parlamentares que foram investigados por suposta participação com a máfia das ambulâncias. Os processos abertos contra esses parlamentares serão arquivados "por falta de provas", conforme o relatório parcial divulgado hoje.

O deputado Saraiva Felipe (PMDB-MG), que está na lista dos inocentados, poderá ser novamente investigado pela CPI. Ele poderá entrar numa segunda etapa, mas por sua gestão no Ministério da Saúde.

O empresário Luiz Antônio Trevisan Vedoin, da Planam, teria afirmado que como parlamentar Saraiva não participou do esquema, mas não o isentou como ministro. É o ministério quem liberava o dinheiro das emendas que eram desviadas.

Base de apoio

Dos 72 parlamentares denunciados, 63 são da base de apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Congresso. A oposição tem nove parlamentares denunciados. No total, dez partidos têm integrantes envolvidos no esquema.

PL, PTB e PP têm o maior número de denunciados. Os três partidos --que participam da base de apoio do presidente-- também foram protagonistas do escândalo do "mensalão", pelo qual o governo supostamente pagava aos deputados para ter seus projetos aprovados no Congresso.

O PL lidera a lista com 18 citados. Na seqüência aparecem: PTB (16), PP (13), PMDB (8), PFL (7), PSB (4), PT (2), PRB (2), PSC (1) e PSDB (1).

Dos 18 parlamentares que foram absolvidos pela CPI dos Sanguessugas, 11 são da base aliada do governo e sete da oposição.

O PP tem o maior número de parlamentares que escaparam de um processo de perda de mandato porque a comissão não encontrou provas contra eles. Cinco foram absolvidos. Na seqüência aparecem: PMDB (3), PSDB (3), PFL (2), PPS (1), PSC (1), PTB (1) e PSB (2).

PL, PTB, PP, PMDB, PSB, PT, PRB são da base aliada e PSDB, PFL, PSC e PPS, da oposição.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 11 de Dezembro de 2016
06:04
Fotogaleria
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)