Cassilândia, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018

Últimas Notícias

05/07/2014 13:18

Costa Rica e mais 14 cidades não registraram nenhum assassinato em 2012

Campo Grande News

O Mapa da Violência mostra que quinze cidades de Mato Grosso do Sul registraram zero homicídio no ano de 2012. Em Vicentina, a 255 km de Campo Grande, foram quatro anos, de 2008 a 2012, sem crime doloso contra a vida.

“Realmente procede. Foram vários anos sem nenhum homicídio doloso. Não tem tantos crimes violentos se comparado a grandes centros”, afirma a delegada Ana Scarpelli de Andrade, que assumiu o comando da Polícia Civil da cidade em abril deste ano.

De acordo com ela, a maioria dos crimes registrados no município é contra o patrimônio. Nesse ano, foi um assassinato. No dia 6 de maio, um homem de 25 anos foi morto a tiros.

Em Pedro Gomes, a 309 km de Campo Grande, 2012 também foi sem homicídios. “É bem pacato mesmo”, afirma o delegado José Roberto de Oliveira Júnior, que ocupa o cargo há três meses.

Segundo ele, em 2013 foram dois homicídios em um único episódio. Neste ano, houve um assassinato. Conforme o delegado, há ocorrências de furto e muitos registros de pertubação do sossego devido ao som alto e ameaça.

Já os casos de violência doméstica reduziram. O delegado conta que adotou estilo linha dura. Com pedido de prisão mesmo se réu primário e fianças com valores altos. No caso de furto, evita aplicar o princípio da insignificância. “Numa cidade pequena, se não for linha dura, acaba virando o caos”, afirma.

As cidades que aparecem com zero homicídio em 2012 são: Batayporã, Brasilândia, Costa Rica, Dois Irmão do Buriti, Bandeirantes, Caracol, Corguinho, Douradina, Figueirão, Glória de Dourados, Jateí, Pedro Gomes, Santa Rita do Pardo, Taquarussu e Vicentina.

De acordo com o levantamento, no ano de 2012 não foi registrado nenhum homicídio em 2.002 dos 5.565 municípios do País, portanto, 36% das localidades.

Top cem – Na contramão, quatro cidades de Mato Grosso do Sul aparecem na lista dos cem municípios mais violentos do Brasil. Paranhos, na fronteira com o Paraguai, é o nono no ranking nacional. A taxa foi 118,4 assassinatos por cem mil habitantes no ano de 2012.

Sete Quedas ocupa a 18ª posição (taxa de 102,3); Coronel Sapucaia, que traz no histórico o título de mais violenta do País, está em 22º lugar, com taxa de 98,2; e Mundo Novo na 89ª posição (taxa de 69,6).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 25 de Maio de 2018
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quarta, 23 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)