Cassilândia, Sábado, 19 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

18/09/2016 09:00

Cortar vícios: uma obrigação da gestante

Click Bebê

Cigarro: você está cansada de ouvir que o cigarro tem mais de 4 mil substâncias nocivas ao corpo humano, não é mesmo? Mas você tenta, tenta e não consegue largar. É isso mesmo, fumar é um dos piores vícios, mas muita gente consegue parar, basta buscar um bom incentivo. No caso da grávida, quer melhor motivo do que garantir a saúde do bebê?

O fumo traz para a criança problemas neurológicos, complicações cardíacas, baixo peso e maior risco da morte súbita. Com tantos males, a obrigação de toda mãe é pelo menos tentar. Para se ter uma ideia, metade das grávidas conseguem abandonar o vício durante a gestação, de acordo com o Programa de Tratamento do Tabagismo do Instituto do Coração do Estado de São Paulo.

É preciso muita força de vontade e estar aberta para receber ajuda. E o seu médico obstetra é a pessoa mais indicada para ajudá-la, pois é o único que pode receitar o medicamento certo para você, já que produtos aparentemente inofensivos, como chicletes e adesivos de nicotina, não podem ser utilizados sem orientação médica. Isso, porque a nicotina é vasoconstritora e pode diminuir a passagem de sangue na placenta, diminuindo o fluxo de oxigênio e nutrientes para o bebê.

Para largar o vício você vai precisar de toda ajuda possível. Terapia, acupuntura, homeopatia, exercício físico e muita determinação. E se o futuro pai também é fumante, ele precisa dar uma força para a gestante e largar o vício. O bom é que um pode incentivar o outro. Vamos lá, você consegue!

Álcool

O consumo de álcool na gravidez pode deixar sequelas graves no bebê, como malformação ou algum tipo de deficiência mental, dependendo da fase da gravidez e da quantidade de álcool ingerido. Já os riscos para as gestantes vão desde o trabalho de parto prematuro até o aborto espontâneo.

O álcool pode também gerar a Síndrome do Alcoolismo Fetal (SAF), responsável por fazer o bebê nascer com alguma malformação, reduzindo sua capacidade intelectual. E os efeitos do álcool não são prejudiciais só na gestação. Durante a amamentação, a mulher que consome álcool pode deixar a criança sonolenta, sem conseguir mamar direito e com baixo peso e desenvolvimento. E nada de imaginar que apenas uma taça de vinho não vai fazer mal. Os médicos são enfáticos: fique longe do álcool durante toda a gravidez.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 19 de Setembro de 2020
Sexta, 18 de Setembro de 2020
11:00
Corrida/Nutrição/Fitness
06:40
Libertadores da América
Quinta, 17 de Setembro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)