Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/08/2006 14:42

Correios lança selo em homenagem a Viola de Cocho

Cassilândia NewsCassilândia News


A viola-de-cocho recebe este nome porquê é feita num tronco de madeira inteiriça, sendo esculpido de forma artesanal e escavado na parte que corresponde à caixa de ressonância. Tem o formato de uma viola e é tocado com cinco cordas, que originalmente eram feitas das tripas de alguns animais, como o macaco bugio e ouriço-cacheiro, e atualmente são feitas de fios de nylon. Chimbuva, sarã-de-leite, cedro, ou até mesmo mangueira, são algumas das madeiras utilizadas na sua confecção.

Esse instrumento faz parte do contexto sociocultural da região pantaneira, símbolo de identidade e objeto de auto-sustentação na construção da cidadania desta comunidade de povos tradicionais. O instrumento integra o complexo musical, coreográfico e poético do cururu e do siriri, juntamente com o ganzá (reco-reco de taquara) e o mocho (banco cujo assento de couro é percutido com baquetas de madeira) cultivado por segmentos das camadas populares como diversão ou devoção aos santos católicos.

Origem - Diz a lenda que, um dia, na beira do rio Cuiabá, um artesão local conheceu um viajante que tocava algo parecido com um alaúde. Quando o forasteiro se foi, ficou a saudade da música. Na madeira leve que usava para fazer cochos, o ribeirinho moldou o formato do instrumento e cavou o oco. Fez a tampa com uma lâmina de figueira e as cordas com fibra de palmeira tucum. Quando lhe perguntavam o que era aquilo, respondia: "viola feita dum cocho".

Patrimônio Cultural - Hoje, este instrumento musical pertence ao Patrimônio Cultural do Estado do Mato Grosso, por meio da Lei Nº. 6.772, de 10/06/1996, aprovada pela Assembléia Legislativa do Estado. Em decisão proferida na 45ª Reunião do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do Iphan, realizada em 1º de dezembro de 2004, o Modo de Fazer Viola de Cocho foi inscrito no Livro de Registro dos Saberes, com a devida menção ao complexo musical, coreográfico e poético do siriri e do cururu, em 10 de dezembro de 2004.

O Selo - Na imagem do selo, ao centro, em primeiro plano, encontra-se a viola-de-cocho, de forma a destacar a escultura artesanal feita do tronco de madeira e as cinco cordas, características do instrumento. À esquerda e à direita são representadas, ao som da viola, o siriri e o cururu, manifestações típicas da região. A primeira, dançada especialmente por mulheres e crianças, em roda ou fila, batendo palmas ou levantando as mãos. Já o cururu é executado especialmente por homens, que dançam e cantam em roda. No canto inferior direito a logomarca do Mercosul, por tratar-se de uma emissão de tema comum aos países membros do Mercado Comum do Sul. A arte é de Miriam Guimarães.

A viola-de-cocho é um elemento que compõe e enriquece as culturas musicais brasileiras, que deve ser historicamente assinalado, motivo pelo qual os Correios registram o instrumento em selo postal, com o objetivo de divulgá-lo em âmbito nacional e internacional.

O lançamento do selo "Viola de Cocho" acontece nesta terça, no Salão Nobre do Palácio da Instrução, em Cuiabá (MT).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)