Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/02/2008 18:57

Correios ajuda a encontrar crianças desaparecidas

Correios

Os telegramas agora têm mais uma razão para serem lidos com toda a atenção: exibem sempre três fotos de crianças desaparecidas.

Os Correios entraram em julho do ano passado na campanha de busca por menores desaparecidos. Os 15 milhões de telegramas que a Empresa distribui em média por ano, agora trazem fotos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o Brasil.

Os novos formulários de telegrama dos Correios entraram em circulação em outubro e desde então foram publicadas fotos de 44 crianças — 11 por mês. Em cada correspondência são três imagens em tamanho 3x4 escolhidas de acordo com a região — duas de crianças e adolescentes desaparecidos na região de destino do telegrama e a terceira, de circulação nacional.

Inicialmente, os Correios afixaram uma etiqueta adesiva com a identificação de três menores, a idade deles e a cidade em que desapareceram, junto ao apelo de “Ajude a encontrá-los” e o telefone para denúncia. Com a emissão de um novo estoque de formulários produzidos pela empresa a partir desse ano, as fotos passarão a ser impressas diretamente nos modelos de telegrama.

A identificação futura de adultos nos formulários dos telegramas não está descartada, porém a prioridade por menores de idade baseia-se nas suspeitas de muitos casos se tratarem de seqüestros.

Essa campanha integra um conjunto de ações que vêm sendo estabelecidas entre os Correios e a Secretaria Especial dos Direitos Humanos (SEDH) / Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) e visa fortalecer medidas em defesa dos direitos humanos.



Estatísticas



Embora não existam dados consolidados que traduzam a exata dimensão do problema, estima-se que no Brasil cerca de 40 mil crianças e adolescentes desapareçam por ano, sendo que 25% dos casos são registrados apenas no estado de São Paulo. Ainda que a maioria desses casos seja solucionada nas primeiras 48 horas, existe um percentual significativo, entre 10 e 15%, de crianças e adolescentes que permanecem desaparecidos por longos períodos de tempo e, às vezes, jamais são reencontrados.

Hoje, há 1.085 casos de desaparecimentos registrados no cadastro da Rede Nacional para Identificação e Localização de Crianças Desaparecidas, sendo que 74% correspondem a vítimas com 12 a 18 anos, 15% a desaparecidos na faixa etária de 7 a 11 anos e 11% ao sumiço de crianças entre 0 e 6 anos.

Através da campanha, a empresa espera auxiliar na localização desses menores.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)