Cassilândia, Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Últimas Notícias

03/12/2015 13:17

Corregedoria encontra munições de fuzil e armas em casa de sargento

Viviane Oliveira e Luana Rodrigues, Campo Grande News

Durante operação Pampas, a corregedoria da Polícia Militar encontrou munições de fuzil 762 e armas na casa de um sargento da Polícia Militar, no Bairro Estrela do Sul, em Campo Grande. Policiais são alvo da ação de combate a venda de armas e munições, que foi desencadeada na manhã de hoje (3), em São Gabriel do Oeste e Campo Grande. No total, cinco policiais foram presos, a maioria na cidade do interior. A informação foi repassada durante coletiva de imprensa na Corregedoria Geral da Polícia Militar.

Conforme o coronel da corregedoria, Washington Geraldo Francisco Oliveira, a operação foi deflagada com objetivo de fazer conduções coercitiva de policiais militares e outras pessoas, como empresários, que são acusados de envolvimento com tráfico de armas e munições. A polícia ainda investiga como funcionava o esquema, se os policiais compravam o armamento forma direta, receptavam, interceptavam ou se facilitavam a entrada de armas no país. A operação ainda continua na cidade de São Gabriel do oeste e ainda não tem o número fechado de detidos.

O corregedor explica que os policias passaram a ser investigados há 50 dias, após denúncia anônima por escrito. “São Gabriel do Oeste é rota para o tráfico, tanto de arma, quanto de entorpecente, que vem do Paraguai. As armas são enviadas, geralmente, para os Estados do Rio de Janeiro e São Paulo”, diz.

Conforme Washington foi apreendia uma quantidade grande de munição na residência do sargento e número de armas não foi divulgado. No total, 25 policiais estão envolvidos na operação. Os policiais suspeitos serão ouvidos e devem ser encaminhados para o Presídio Militar de Campo Grande. Eles vão responder processos e se condenados serão expulsos da corporação. “Também será aberto conselho de disciplina para avaliar a conduta desses militares”.

Se comprovado que os policiais agiam juntos, eles podem responder ainda por formação de quadrilha. A corregedoria também investiga se há envolvimento de policiais civis.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 27 de Junho de 2017
Segunda, 26 de Junho de 2017
Domingo, 25 de Junho de 2017
15:50
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)