Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

10/10/2007 16:03

Corregedor do Senado vai investigar suposta espionagem

O corregedor do Senado, Romeu Tuma (DEM-SP) confirmou nesta tarde de quarta-feira (dia 10), durante entrevista para a TV Senado, que vai investigar as denúncias sobre o suposto esquema de espionagem de senadores arquitetado pelo presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL) e capitaneado por seu assessor especial (afastado ontem do cargo).

Romeu Tuma é um dos parlamentares que mais se destacam na oposição a Renan Calheiros, desde o surgimento das primeiras denúncias contra o presidente da Casa. O corregedor afirmou que pediu cópia da fita cassete que o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) apresentou ontem no Senado, na qual está registrada a confirmação de que o assessor do gabinete da Presidência, Francisco Escórcio, tentou mesmo reunir material contra os senadores Demóstenes Torres e Marconi Perillo (PSDB-GO), a fim de chantageá-los posteriormente.

Os senadores goianos, que estão entre os principais desafetos de Renan, estariam tendo a vida “devassada” pelo esquema de espionagem, como afirma matéria publicada na edição desta semana da revista Veja e pelo jornal Folha de S.Paulo de sábado.

Segundo as matérias, Escórcio teria tentado, entre outras estratégias de “incriminação”, instalar câmeras em hangar no aeroporto de Goiânia (GO) para flagrá-los viajando em jatos de empresários locais, em movimentações suspeitas. (leia mais) Renan nega as acusações, e afastou ontem, temporariamente, o assessor Francisco Escórcio do gabinete da Presidência, até que a sindicância aberta pelo próprio Renan para apurar os fatos traga conclusões sobre a suposta participação de Escórcio no esquema.

A medida foi considerada insuficiente para os senadores que pedem o desligamento do senador alagoano do posto de presidente do Senado. Romeu Tuma, recém-chegado de viagem ao exterior para participar das reuniões do Mercosul em Montevidéu (Uruguai), está em São Paulo e não pôde comentar o assunto. Por meio de sua assessoria de imprensa, informou que, em investigação complementar (a quinta representação contra Renan, que denuncia a “arapongagem”, já foi interposta por partidos da oposição), pretende colher o depoimento do ex-deputado peemedebista Pedro Abrão, dono do hangar supracitado, e que também ouvirá Francisco Escórcio.



Jorge Franco - Midiamax

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Sexta, 25 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)