Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

10/03/2016 20:43

Corpo de caminhoneiro desaparecido apresentava perfurações no tórax e abdome

Campo Grande News
O corpo do caminhoneiro Alberto Zanetti já estava em avançado estado de decomposição. (Foto: Divulgação)O corpo do caminhoneiro Alberto Zanetti já estava em avançado estado de decomposição. (Foto: Divulgação)

O corpo do caminhoneiro Alberto Zanetti, de 62 anos, encontrado na manhã de hoje (10), em um matagal na MS-441, após três dias desaparecido, apresentava duas perfurações de arma de fogo, sendo uma no abdome e outra no tórax, conforme informou o delegado Antenor Batista, da Polícia Civil de Bandeirantes - distante 70 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o delegado, ao chegar no local, eles viram que a vítima tinha duas marcas, que segundo ele, provavelmente foram causadas por disparos de arma de fogo. "O corpo estava em avançado estado de decomposição, mas a olho nu, vimos duas marcas, uma da região do tórax e outra no abdome", disse.

Batista contou ao Campo Grande News, que a principal linha de investigação é latrocínio e que a vítima foi morta no mesmo dia em que desapareceu, ou seja, na última segunda-feira (7). "Ainda não temos nenhum suspeito para o crime, mas já estamos investigando o caso".

Conforme o Portal Veja Folha, o corpo estava em um matagal que fica a 15 quilômetros do armazém onde a carga de 70 toneladas de soja seriam entregues. O caminhão que também estava desaparecido foi encontrado abandonado na MS-060, em Sidrolândia, sem a carga.

O corpo foi encaminhado para o Imol (Instituto Odontológico de Medicina Legal) de Campo Grande, sem previsão de liberação.

Caso - Alberto Zanetti, 62 anos, estava desaparecido desde a última segunda-feira (7), quando saiu de sua casa em São Gabriel do Oeste para entregar carga de soja em Bandeirantes.

Hoje pela manhã, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) informou que o caminhão Scania, que pertencia a Zanetti, foi encontrado por um caminhoneiro de 37 anos, na MS-060, em Sidrolândia, bem distante do local onde o corpo foi encontrado. O veículo estava abandonado no acostamento da rodovia, no KM- 375.

O motorista que encontrou o caminhão relatou que conheceu Alberto, e ao perceber que o caminhão encostado na via era o de propriedade da vítima, o mesmo retornou ao local para averiguar, notando que o mesmo estava sem a lona e carga e com as portas da cabine abertas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)