Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

10/03/2016 20:43

Corpo de caminhoneiro desaparecido apresentava perfurações no tórax e abdome

Campo Grande News
O corpo do caminhoneiro Alberto Zanetti já estava em avançado estado de decomposição. (Foto: Divulgação)O corpo do caminhoneiro Alberto Zanetti já estava em avançado estado de decomposição. (Foto: Divulgação)

O corpo do caminhoneiro Alberto Zanetti, de 62 anos, encontrado na manhã de hoje (10), em um matagal na MS-441, após três dias desaparecido, apresentava duas perfurações de arma de fogo, sendo uma no abdome e outra no tórax, conforme informou o delegado Antenor Batista, da Polícia Civil de Bandeirantes - distante 70 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o delegado, ao chegar no local, eles viram que a vítima tinha duas marcas, que segundo ele, provavelmente foram causadas por disparos de arma de fogo. "O corpo estava em avançado estado de decomposição, mas a olho nu, vimos duas marcas, uma da região do tórax e outra no abdome", disse.

Batista contou ao Campo Grande News, que a principal linha de investigação é latrocínio e que a vítima foi morta no mesmo dia em que desapareceu, ou seja, na última segunda-feira (7). "Ainda não temos nenhum suspeito para o crime, mas já estamos investigando o caso".

Conforme o Portal Veja Folha, o corpo estava em um matagal que fica a 15 quilômetros do armazém onde a carga de 70 toneladas de soja seriam entregues. O caminhão que também estava desaparecido foi encontrado abandonado na MS-060, em Sidrolândia, sem a carga.

O corpo foi encaminhado para o Imol (Instituto Odontológico de Medicina Legal) de Campo Grande, sem previsão de liberação.

Caso - Alberto Zanetti, 62 anos, estava desaparecido desde a última segunda-feira (7), quando saiu de sua casa em São Gabriel do Oeste para entregar carga de soja em Bandeirantes.

Hoje pela manhã, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) informou que o caminhão Scania, que pertencia a Zanetti, foi encontrado por um caminhoneiro de 37 anos, na MS-060, em Sidrolândia, bem distante do local onde o corpo foi encontrado. O veículo estava abandonado no acostamento da rodovia, no KM- 375.

O motorista que encontrou o caminhão relatou que conheceu Alberto, e ao perceber que o caminhão encostado na via era o de propriedade da vítima, o mesmo retornou ao local para averiguar, notando que o mesmo estava sem a lona e carga e com as portas da cabine abertas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)