Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/07/2013 06:27

Corintianos presos na Bolívia podem ser libertados em breve

Renata Giraldi, Agência Brasil

Brasília – Após cinco meses presos em Oruro, na Bolívia, os cinco torcedores do Corinthians esperaram que um acordo para libertá-los esteja próximo. O ministro Eduardo Saboia, da Embaixada do Brasil na Bolívia, um dos negociadores para a libertação dos corintianos, disse à Agência Brasil que está otimista sobre o avanço das conversas. “As negociações estão avançando de parte a parte, é possível aguardar pela libertação em breve, sim”, disse ele.

Em 6 de junho, sete dos 12 torcedores detidos na Bolívia foram libertados e chegaram ao Brasil. Mas cinco foram mantidos presos. As autoridades bolivianas disseram que precisavam de mais informações e de afastar todas as suspeitas para libertá-los.

Os corintianos foram presos em 20 de fevereiro, após o estudante boliviano Kevin Espada, de 14 anos, ser atingido por um sinalizador, durante o jogo entre o San José e o Corinthians, na Taça Libertadores. Menos de uma semana depois, um adolescente, sócio da Gaviões da Fiel (torcida organizada do Corinthians), apresentou-se à Justiça como autor do disparo do sinalizador.

Em maio, o adolescente que se disse autor do disparo prestou depoimento ao promotor boliviano. Foram coletadas as digitais do jovem e enviadas para a Bolívia. Depois, os sete adolescentes foram libertados.

No mês passado, em nota, o Ministério das Relações Exteriores informou que a libertação dos sete torcedores foi definida pela Justiça da Bolívia por “falta de provas”. O texto lembrou que a presidenta Dilma Rousseff tratou do assunto com o presidente boliviano, Evo Morales, e que os ministros das Relações Exteriores também buscaram um acordo sobre o tema.

A Embaixada do Brasil na Bolívia tomou providências para transportar os brasileiros de Oruro para La Paz, a capital. De acordo com o Itamaraty, o governo brasileiro presta assistência aos cinco torcedores ainda detidos. O assunto foi tema de audiências públicas em comissões na Câmara e no Senado. Os parlamentares cobraram providências em relação à libertação dos brasileiros.

Edição: Graça Adjuto

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)