Cassilândia, Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

Últimas Notícias

08/03/2006 21:30

Copom reduz taxa básica de juros a 16,5% ao ano

Edla Lula/ABr

Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central reduziu em 0,75 ponto percentual a taxa básica de juros (Selic), que valerá para os próximos 45 dias. A taxa passou de 17,25% ao ano para 16,5% ao ano. Desde setembro de 2005, quando começou o processo de redução, a taxa já teve queda de 3,25 pontos percentuais.

Na nota divulgada à imprensa, o BC afirma que "dando prosseguimento ao processo de flexibilização da política monetária, iniciado na reunião de setembro de 2005, o Copom decidiu reduzir a taxa Selic para 16,50% ao ano, sem viés, por 6 votos a favor e 3 votos pela redução da taxa Selic em um ponto percentual".

Embora alguns analistas apostassem na redução da taxa em um ponto percentual, o mercado já esperava que o Copom repetisse a decisão da última reunião, em janeiro, de reduzir a taxa em 0,75 ponto percentual. "A postura do Banco Central tem sido conservadora e, no momento, existem indícios de que a queda da inflação nos últimos meses foi associada à queda do câmbio. Como não há mais espaço para uma queda mais acentuada do dólar, o Banco Central está preocupado com a inflação", comenta o consultor Raul Velloso.

Já a economista do Real ABN Amro, Tatiana Pinheiro, disse acreditar que o Banco Central deve ser cauteloso porque, "embora todos os indicadores sejam favoráveis à continuidade da flexibilização dos juros, estando no começo do ano, o Banco Central precisa da cautela para administrar a política monetária e conseguir chegar ao fim do ano com boa administração nos juros e nos preços".

A expectativa do mercado é que, até o fim do ano, a taxa fique em 14,5% ao ano. A ata da última reunião, divulgada no dia 26 de janeiro já dava sinais de que o Copom manteria cautela na reunião iniciada ontem (7). "O Copom reafirma que continuará conduzindo suas ações de forma a assegurar que os ganhos obtidos no combate à inflação até o momento sejam permanentes. Para tanto, acompanhará com atenção, nos próximos meses, a evolução da inflação e das diferentes medidas do seu núcleo, discriminando entre reajustes pontuais e reajustes persistentes", dizia a ata.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Novembro de 2017
Quarta, 22 de Novembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 21 de Novembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)