Cassilândia, Domingo, 20 de Maio de 2018

Últimas Notícias

22/05/2012 15:55

Coordenadora da igualdade racial afirma que todos são iguais perante a lei

Tereza da Penha, noticias ms

Campo Grande (MS) - Ao fazer a abertura de cerimônia da Reestruturação e Assinatura de adesão ao termo do Fórum Intergovernamental de Promoção da Igualdade Racial, ontem (21), na no auditório da Governadoria, a coordenadora Especial de Políticas para a Promoção da Igualdade Racial de Mato Grosso do Sul (Cppir/MS), Raimunda Luzia de Brito, agradeceu a presença da vice-governadora Simone Tebet no evento e lembrou a todos, da importância de discutir-se a temática sobre a igualdade racial.

“Todas as vezes que se fala em racismo no Brasil alguém diz: A Constituição diz que todos são iguais perante a lei. Só que não falam o resto\", questionou Raimunda ao informar que o art. 5º da Constituição diz que todos são iguais perante a lei, desde que respeitados aos nascidos no Brasil e os estrangeiros que aqui residem. Respeitando seus direitos básicos, como o da propriedade, educação, saúde e o direito à vida.

“Se nós olharmos, veremos que isso não é realidade no Brasil”, comentou Raimunda lembrando que são poucos os negros com cargos de destaques nas repartições públicas. “Não é verdade que todos somos iguais perante a lei no Brasil”. Segundo ela, é preciso fazer alguma coisa para que, realmente, isso se torne realidade.

Reestruturação

De acordo com o documento de adesão ao Fippir/MS, a reestruturação, convocada pelo poder publico é uma ferramenta própria de fomento a participação social. Uma iniciativa que tem por finalidade institucionalizar a participação da sociedade nas formulações de políticas publicas, na consolidação de parcerias para a implementação das políticas de promoção da igualdade racial, no âmbito dos estados e municípios. Ainda de acordo com o documento, é um espaço público de debate, um mecanismo institucional de democracia participativa.

Adesão ao Fippir/MS



Cinco prefeitos assinaram o documento de adesão ao Fipir/MS. Aderiram os prefeitos de Aquidauana, Fauzi Muhamad Suleiman; de Deodápolis, Manoel José Martins; de Figueirão, Getúlio Furtado Barbosa; de Guia Lopes da Laguna, Jácomo Dagostine e de Miranda, Neder Afonso da Costa Vedovato.

Além destes, os prefeitos de Anastácio, Aquidauana, Bonito, Brasilândia, Camapuã, Coxim, Deodapolis, Figueirão, Miranda e Tacuru, também participaram do evento juntamente com secretários estaduais como Tânia Mara Garib, da Setas; a secretária adjunta da Secretaria de Educação, Cheila Vendrami; superintendente de Políticas Penitenciárias, Rafael Garcia Ribeiro e a Coordenadora Especial de Políticas Públicas para Mulher, Tai Loschi.

Participaram, também, representantes das prefeituras de São Gabriel do Oeste, Pedro Gomes, Alcinópolis, Corumbá e Campo Grande, a presidente do diretório municipal do PMDB em Campo Grande, Carla Stephanini; Artur Padilha, diretor Estadual do Conselho do Negro/MS; Lúcio Martins da Silva, presidente do Conselho Municipal dos Direitos dos Negros de Campo Grande; Rute Valentim coordenadora do Fórum de Educação e Diversidade Étnico-Racial de MS; Maria Deise da Silva Pinheiro representando o coletivo de Mulheres Negras de MS; Romilda Pizani, representante do Fórum do Movimento Negro do MS e o Delegado de policia, Fabiano Gastaldi (PC), dentre outros.

O encontro com os prefeitos também contou com a presença da coordenadora Nacional do Fórum Intergovernamental de Promoção da Igualdade Racial, Maria do Carmo Ferreira da Silva, que também é assessora para Assuntos Federativos (Sasf) da Secretaria Especial de Políticas para a Promoção da Igualdade Racial (Seppir/PR).


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Maio de 2018
Sábado, 19 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Sexta, 18 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)