Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/12/2008 16:56

Convênios com Banco Central agilizam processos judiciais

CNJ

Magistrados passam a contar com dois sistemas informatizados que agilizam o recebimento de informações bancárias de pessoas físicas e jurídicas. O Banco Central do Brasil e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) assinaram na sessão plenária desta terça-feira (02/12), dois termos de cooperação técnica que substituem atos processuais realizados em papel pela consulta eletrônica ao Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional (CCS) e ao sistema Bacen Jud 2.0.

Cadastro permite ao juiz conhecer as relações bancárias de pessoas ou empresas sem a necessidade de solicitação por meio de papel, como era feito anteriormente. “Os convênios representam um esforço de cooperação e de relacionamento entre as instituições” disse o presidente do CNJ, ministro Gilmar Mendes. O ministro destacou, ainda, que o uso dos sistemas ao invés de solicitações por meio de papel tem o objetivo de “fornecer mais segurança”. Através do CCS, pode-se identificar possíveis fraudes como a utilização de “laranjas” em crimes de “lavagem” de dinheiro. O motivo é que as relações demonstradas incluem as que são realizadas de forma direta pela pessoa ou empresa investigada ou por seus procuradores.

Para o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, os sistemas contribuem de forma efetiva na tramitação dos processos judiciais “permitindo créditos adicionais de agilidade e tempestividade”. O sistema responde ao comando dado ao Banco Central para a criação de um cadastro geral de clientes, correntistas e procuradores através das Leis 10.701/03 e 9.613 que tratam de crimes relacionados a “ lavagem” de dinheiro. O Cadastro eletrônico não contém dados de valor, movimentação financeira, saldos de contas ou aplicações.

Bacen Jud 2.0 - O acesso a esses dados financeiros serão permitidos em um segundo convênio firmado entre o CNJ e o Banco Central também nesta terça-feira relacionado ao aprimoramento do sistema Bacen Jud, que possibilita ordens judiciais de bloqueio, desbloqueio e transferências de valores, a exemplo de penhoras de bens.

As duas instituições trabalharão juntas na divulgação e aperfeiçoamento do sistema Bacen Jud 2.0 que registrou 3 milhões de acessos ao ano. Apesar da significativa utilização do sistema, o Banco Central recebeu, em 2008, 50 mil solicitações em meio físico. “Os procedimentos por meio de papel são menos seguros, mais lentos e mais onerosos para os cofres públicos”, disse Meirelles, que anunciou ainda que os dois sistemas serão fundidos para facilitar a consulta.

Informações sobre o CCS estarão disponíveis na página de abertura do endereço eletrônico www.cnj.jus.br

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)