Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

01/02/2007 10:18

Contrabando torna aftosa na Bolívia preocupante

Agrolink

O presidente do Fórum Nacional Permanente de Pecuária de Corte da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Antenor Nogueira, avaliou que a confirmação de febre aftosa na Bolívia "é uma grande preocupação para o Brasil". Segundo ele "o comércio formal é pequeno. O problema é o contrabando. Muita gente ainda quer lucrar com o comércio ilegal", afirmou ele.

O foco interrompe um período de três anos e meio sem registro da doença na Bolívia, país que fatura US$ 10 milhões por ano com a exportação de carnes. Para evitar que rebanhos infectados cruzem a fronteira do Brasil, o Ministério da Agricultura suspendeu as importações de animais vivos, seus produtos e subprodutos fornecidos pela Bolívia.

Diante do ocorrido, Nogueira disse que a Bolívia precisa ser incluída no Programa de Ação Mercosul Livre de Febre Aftosa, que foi aprovado pelos presidentes dos países do bloco durante reunião do Conselho do Mercado Comum do Mercosul realizada na semana retrasada no Rio de Janeiro.

Para executar as ações do programa, serão destinados US$ 16,3 milhões vindos do Fundo para a Convergência Estrutural do Mercosul (Focem). O orçamento será aplicado no aperfeiçoamento da situação sanitária regional e das áreas de fronteira, melhorando as condições de comercialização para os animais e produtos agropecuários.

Entre as principais ações do programa destacam-se intervenções nas áreas com histórico de persistência de febre aftosa e com debilidades estruturais, como a zona nordeste do Paraguai e estados do Paraná e Mato Grosso do Sul, além de áreas de risco desconhecido para a febre aftosa, na Amazônia e Nordeste do Brasil, com estrutura sanitária em desenvolvimento.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)