Cassilândia, Sábado, 23 de Setembro de 2017

Últimas Notícias

27/04/2010 10:45

Construir ou reformar ficou mais caro, revela pesquisa

Marli Nogueira, Agência Brasil

São Paulo - A reforma ou construção de casas, apartamentos e outros tipos de edificações ficaram mais caras no país em consequência de reajustes de preços dos materiais e de correções salariais. De acordo com o Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), no período de 21 de março a 20 de abril, as despesas nesse setor aumentaram 1,17%, índice bem acima do registrado nos 30 dias anteriores (0,45%).

O indicador consta da apuração do Índice Nacional de Custo da Construção – Mensal (INCC-M), que no quadrimestre acumula alta de 2,51% sobre o mesmo período do ano passado, Nos 12 meses encerrados em abril (inflação anualizada) o índice acumula 5,35%. De março para abril, o que mais onerou os empreendimentos imobiliários foi o custo da mão de obra, com alta de 1,73%, na média das principais capitais, ante 0,40% no período passado.

Das sete capitais onde é realizada a pesquisa, cinco apresentaram aumento. As elevações mais expressivas foram no Rio de Janeiro (9,79%), em Salvador (6,18%) e Porto Alegre (2,60%). As demais localidades com alta são: Brasília e Recife. Em São Paulo, a taxa permaneceu estável e em Belo Horizonte houve decréscimo.

Os materiais e equipamentos empregados nas obras passaram de 0,45% para 0,73% com destaque para a elevação do custo do transporte de pessoas (de 0,27% para 0,84%).



Edição: Tereza Barbosa

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 22 de Setembro de 2017
Quinta, 21 de Setembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)