Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/04/2010 10:45

Construir ou reformar ficou mais caro, revela pesquisa

Marli Nogueira, Agência Brasil

São Paulo - A reforma ou construção de casas, apartamentos e outros tipos de edificações ficaram mais caras no país em consequência de reajustes de preços dos materiais e de correções salariais. De acordo com o Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), no período de 21 de março a 20 de abril, as despesas nesse setor aumentaram 1,17%, índice bem acima do registrado nos 30 dias anteriores (0,45%).

O indicador consta da apuração do Índice Nacional de Custo da Construção – Mensal (INCC-M), que no quadrimestre acumula alta de 2,51% sobre o mesmo período do ano passado, Nos 12 meses encerrados em abril (inflação anualizada) o índice acumula 5,35%. De março para abril, o que mais onerou os empreendimentos imobiliários foi o custo da mão de obra, com alta de 1,73%, na média das principais capitais, ante 0,40% no período passado.

Das sete capitais onde é realizada a pesquisa, cinco apresentaram aumento. As elevações mais expressivas foram no Rio de Janeiro (9,79%), em Salvador (6,18%) e Porto Alegre (2,60%). As demais localidades com alta são: Brasília e Recife. Em São Paulo, a taxa permaneceu estável e em Belo Horizonte houve decréscimo.

Os materiais e equipamentos empregados nas obras passaram de 0,45% para 0,73% com destaque para a elevação do custo do transporte de pessoas (de 0,27% para 0,84%).



Edição: Tereza Barbosa

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)