Cassilândia, Terça-feira, 22 de Maio de 2018

Últimas Notícias

06/07/2005 06:49

Conselho ouvirá Dirceu, Genoino, Delúbio e Silvio

Agência Câmara

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar vai ouvir mais 19 pessoas no processo disciplinar instaurado contra o deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ). A lista fechada na reunião de ontem, que durou pouco mais de meia hora, inclui o ex-ministro da Casa Civil deputado José Dirceu (PT-SP); o presidente do PT, José Genoino; o tesoureiro afastado do partido, Delúbio Soares; e o secretário-geral licenciado, Silvio Pereira.
O relator do processo, deputado Jairo Carneiro (PFL-BA), deverá apresentar um calendário de tomada dos depoimentos. Para que os depoentes sejam ouvidos nas próximas semanas, o presidente do Conselho de Ética, deputado Ricardo Izar (PTB-SP), pediu hoje ao presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, que os trabalhos não sejam interrompidos pelo recesso parlamentar. "Precisamos dar uma satisfação à sociedade e não podemos parar", explicou Izar.
Severino respondeu que concorda com o pedido, mas ressalvou que antes pretende combinar com o presidente do Senado, Renan Calheiros, uma autoconvocação do Congresso para permitir a continuidade das atividades do conselho e da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios.

Nomes aprovados
Os integrantes do conselho optaram por enviar um questionário com perguntas a dois dos depoentes: o ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, e o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). Os dois foram apontados por Roberto Jefferson como tendo conhecimento da suposta prática de pagamento de "mensalão" a deputados do PP e do PL.
Os outros depoentes serão:
- os deputados José Dirceu (PT-SP), José Borba (PMDB-PR), José Janene (PP-PR), Valdemar Costa Neto (PL-SP), Pedro Corrêa (PP-PE) e Carlos Rodrigues (PL-RJ).
- o tesoureiro afastado do PT, Delúbio Soares, e o secretário-geral licenciado do partido, Silvio Pereira, apontados como operadores do suposto esquema do "mensalão";
- o presidente do PT, José Genoino;
- o publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza, sócio da SMP&B Comunicação, acusado pelo deputado Roberto Jefferson de ser o responsável pela suposta distribuição das mesadas aos deputados;
- as funcionárias da SMP&B Simone Vasconcelos e Geysa Dias dos Santos, que conheceriam o esquema de distribuição de mesadas;
- o assessor do deputado José Janene, João Cláudio Carvalho Genu, apontado como um dos distribuidores de dinheiro para deputados do PP; e
- Emerson Palmieri, tesoureiro informal do PTB.

Defesa
Os três depoimentos restantes foram solicitados pela defesa do deputado Roberto Jefferson. Serão ouvidos o secretário-geral do PP, Benedito Domingos; a ex-mulher do deputado Valdemar Costa Neto, Maria Cristina Mendes Caldeira; e o ex-diretor de Tecnologia da Informação da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Eduardo Medeiros. O último depoente é apontado como um dos envolvidos em licitações fraudulentas nos Correios.
A aprovação desses nomes não impede o Conselho de Ética de analisar novos requerimentos para depoimentos. A advertência foi feita pelo relator, Jairo Carneiro. Ele adiantou também que o conselho vai pedir a Roberto Jefferson os documentos referentes ao seu sigilo fiscal, bancário e telefônico, do início do atual mandato até 30 de junho passado. Carneiro lembrou que o próprio Jefferson se dispôs a entregar os dados ao conselho.

Parceria
Ricardo Izar anunciou ontem que deverá manter encontros semanais com o presidente da CPMI dos Correios, senador Delcidio Amaral (PT-MS), e o relator da comissão, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR). As reuniões, que também contarão com a presença do relator do processo no conselho, servirão para a troca de informações, já que os dois colegiados tratam de temas afins. "Eles precisam de nós e nós deles. Será muito importante para os trabalhos de investigação", considera Izar.
O primeiro passo dessa parceria poderá ser dado com um pedido do Conselho de Ética para ter acesso aos documentos referentes ao sigilo bancário, fiscal e telefônico do publicitário Marcos Valério.





Reportagem - Janary Júnior
Edição - Francisco Brandão

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)