Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/07/2005 06:49

Conselho ouvirá Dirceu, Genoino, Delúbio e Silvio

Agência Câmara

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar vai ouvir mais 19 pessoas no processo disciplinar instaurado contra o deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ). A lista fechada na reunião de ontem, que durou pouco mais de meia hora, inclui o ex-ministro da Casa Civil deputado José Dirceu (PT-SP); o presidente do PT, José Genoino; o tesoureiro afastado do partido, Delúbio Soares; e o secretário-geral licenciado, Silvio Pereira.
O relator do processo, deputado Jairo Carneiro (PFL-BA), deverá apresentar um calendário de tomada dos depoimentos. Para que os depoentes sejam ouvidos nas próximas semanas, o presidente do Conselho de Ética, deputado Ricardo Izar (PTB-SP), pediu hoje ao presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, que os trabalhos não sejam interrompidos pelo recesso parlamentar. "Precisamos dar uma satisfação à sociedade e não podemos parar", explicou Izar.
Severino respondeu que concorda com o pedido, mas ressalvou que antes pretende combinar com o presidente do Senado, Renan Calheiros, uma autoconvocação do Congresso para permitir a continuidade das atividades do conselho e da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios.

Nomes aprovados
Os integrantes do conselho optaram por enviar um questionário com perguntas a dois dos depoentes: o ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, e o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). Os dois foram apontados por Roberto Jefferson como tendo conhecimento da suposta prática de pagamento de "mensalão" a deputados do PP e do PL.
Os outros depoentes serão:
- os deputados José Dirceu (PT-SP), José Borba (PMDB-PR), José Janene (PP-PR), Valdemar Costa Neto (PL-SP), Pedro Corrêa (PP-PE) e Carlos Rodrigues (PL-RJ).
- o tesoureiro afastado do PT, Delúbio Soares, e o secretário-geral licenciado do partido, Silvio Pereira, apontados como operadores do suposto esquema do "mensalão";
- o presidente do PT, José Genoino;
- o publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza, sócio da SMP&B Comunicação, acusado pelo deputado Roberto Jefferson de ser o responsável pela suposta distribuição das mesadas aos deputados;
- as funcionárias da SMP&B Simone Vasconcelos e Geysa Dias dos Santos, que conheceriam o esquema de distribuição de mesadas;
- o assessor do deputado José Janene, João Cláudio Carvalho Genu, apontado como um dos distribuidores de dinheiro para deputados do PP; e
- Emerson Palmieri, tesoureiro informal do PTB.

Defesa
Os três depoimentos restantes foram solicitados pela defesa do deputado Roberto Jefferson. Serão ouvidos o secretário-geral do PP, Benedito Domingos; a ex-mulher do deputado Valdemar Costa Neto, Maria Cristina Mendes Caldeira; e o ex-diretor de Tecnologia da Informação da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Eduardo Medeiros. O último depoente é apontado como um dos envolvidos em licitações fraudulentas nos Correios.
A aprovação desses nomes não impede o Conselho de Ética de analisar novos requerimentos para depoimentos. A advertência foi feita pelo relator, Jairo Carneiro. Ele adiantou também que o conselho vai pedir a Roberto Jefferson os documentos referentes ao seu sigilo fiscal, bancário e telefônico, do início do atual mandato até 30 de junho passado. Carneiro lembrou que o próprio Jefferson se dispôs a entregar os dados ao conselho.

Parceria
Ricardo Izar anunciou ontem que deverá manter encontros semanais com o presidente da CPMI dos Correios, senador Delcidio Amaral (PT-MS), e o relator da comissão, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR). As reuniões, que também contarão com a presença do relator do processo no conselho, servirão para a troca de informações, já que os dois colegiados tratam de temas afins. "Eles precisam de nós e nós deles. Será muito importante para os trabalhos de investigação", considera Izar.
O primeiro passo dessa parceria poderá ser dado com um pedido do Conselho de Ética para ter acesso aos documentos referentes ao sigilo bancário, fiscal e telefônico do publicitário Marcos Valério.





Reportagem - Janary Júnior
Edição - Francisco Brandão

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)