Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/01/2015 08:08

Conselho autua 180 pessoas por exercerem ilegalmente profissão de corretor

Liana Feitosa, Campo Grande News

Foram autuadas 180 pessoas por contravenção penal de exercício ilegal da profissão de corretor de imóveis em Mato Grosso do Sul durante o ano passado, segundo o Creci-MS (Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Mato Grosso do Sul).

Além dos 180 flagrados em exercício ilegal, outras 92 pessoas foram autuadas por auxiliar no execício ilegal. Os autuados realizavam a função de corretor de imóvel sem ter o registro para trabalhar na profissão. Ao todo, existem 4.500 corretores de imóveis ativos no Estado.

Evitar dor de cabeça - Segundo o presidente do Creci-MS, Delso José de Souza, impedir a atuação ilegal de pessoas no setor é uma forma de garantir a segurança dos futuros clientes. O comprador pode ser vítima de má-fé de falsos profissionais.

Para isso, a sociedade pode ajudar a denunciar. “Como é muito difícil da gente pegar um falso corretor trabalhando, as pessoas podem e devem denunciar se souberem de algo", explica Delso.

"É muito difícil o conselho receber denúncias por que os consumidores lesados acionam apenas a justiça. É importante a sociedade ajudar o conselho fiscalizar. Denunciando, é uma forma de tirarmos essas pessoas do exercício ilegal", amplia o presidente.

Segundo ele, em alguns casos o profissional tem um número do Creci, mas está proibido, cassado ou a inscrição está suspensa, irregularidades que também podem ser denunciadas.

Como se preservar - De acordo com o conselho, interessados em comprar ou alugar um imóvel, podem checar se o profissional com quem está fechando negócio é credenciado ao órgão. Para isso, basta ligar para a sede do Creci-MS, cujo telefone é (67) 3325-5557.

Além disso, também é possível consultar a situação do profissional pelo nome da pessoa ou pela inscrição oferecida. Com esses dados, o comprador tem acesso ao histórico do profissional.

Como denunciar - Denúncias podem ser feitas pelo site: www.crecims.com.br. Na página, o internauta pode clicar no menu fiscalização, onde há a opção de denúncias. É só preencher o formulário e relatar o caso.

Fiscalizações para evitar a atuação de pessoas não credenciadas são feitas pelo sistema Cofeci-Creci (Conselho Federal e Regional de Corretores de Imóveis).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)