Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

26/08/2005 11:38

Congresso Nacional tem 11 CPIs

Marcela Rebelo/ABr

Com a criação das três novas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) autorizadas na semana passada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Severino Cavalcanti (PP-PE), o Congresso Nacional tem agora 11 comissões – entre as da Câmara, as do Senado e as mistas. Na Câmara dos Deputados, três estão em andamento: a do Tráfico de Armas, a da Biopirataria e a do Extermínio no Nordeste.

Severino Cavalcanti autorizou a criação de uma CPI para apurar possíveis irregularidades em contratos firmados entre a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e as empresas de telecomunicações, no período de 1997 a 2003. A outra comissão vai investigar ocupações promovidas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em propriedades rurais e imóveis políticos urbanos. A terceira CPI investigará a atuação das quadrilhas que incluem veículos roubados em outros países no Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) do Brasil.

Cada requerimento dessas CPIs precisou do apoio de um quinto dos deputados da Casa. Cabe agora ao presidente da Câmara solicitar aos líderes dos partidos que indiquem os integrantes da comissão, de acordo com o tamanho das bancadas das legendas. Cada comissão tem 16 titulares e 16 suplentes.

Vinte e nove requerimentos pedindo a criação de CPIs também aguardam para serem analisados pela Secretaria-Geral da Mesa da Câmara dos Deputados. Há pedidos para a apuração do suposto esquema de venda de habeas corpus e liminares no Poder Judiciário; para investigar supostas fraudes na Receita Federal e no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS); e apurar o suposto financiamento de campanhas eleitorais pela Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farcs), por exemplo.

O Regimento Interno da Câmara dos Deputados prevê que somente cinco comissões parlamentares de inquérito podem funcionar simultaneamente na Casa. Para que outras CPIs funcionem ao mesmo tempo, elas devem ser criadas através de um Projeto de Resolução, a ser aprovado em plenário com maioria absoluta – o que permite que as comissões sejam instaladas imediatamente. Esta foi a medida adotada para a criação da CPI do Tráfico de Armas, que foi instalada em março deste ano e deve concluir os trabalhos até 11 de setembro de 2005.

No Senado, apenas uma CPI está em funcionamento, a dos Bingos. A comissão investiga a suposta utilização das casas de jogos para a prática de crimes de lavagem de dinheiro e a relação das casas de bingo com o crime organizado.

No Congresso Nacional, quatro CPIs Mistas (ou seja, que têm participação de senadores e deputados) estão em andamento: a dos Correios, a da Compra de Votos, a da Emigração Ilegal e a da Terra. Não há limites para a criação de uma comissão mista. Para ser criada é necessária a aprovação de 172 deputados e 27 senadores. O presidente do Congresso também pede aos líderes que eles indiquem os integrantes da comissão.

A CPMI dos Correios foi criada após a divulgação de uma fita em que o ex-diretor do Departamento de Contratação e Administração de Material dos Correios Maurício Marinho aparece recebendo uma suposta propina de empresários. Na gravação, ele falava de um suposto esquema de arrecadação ilegal em estatais, em benefício do PTB, à época presidido pelo deputado Roberto Jefferson (RJ).

A CPMI da Compra de Votos foi instalada para investigar o suposto esquema de pagamento de mesadas a parlamentares – o chamado "mensalão" – e a suposta compra de votos da emenda da reeleição em 1997. A comissão da Emigração Ilegal apura os supostos crimes praticados com a emigração ilegal de brasileiros para outros países, em especial para os Estados Unidos. A CPMI da Terra tem entre seus objetivos investigar a aplicação de recursos públicos na reforma a grária, os assentamentos irregulares, a grilagem de terras e também a ação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Na próxima terça-feira, de acordo com o site da Câmara dos Deputados, o Congresso poderá criar sua 12ª CPMI: a que vai apurar denúncias de corrupção no Instituto de Resseguros do Brasil (IRB). O requerimento para a criação da CPMI, apresentado pelo deputado Carlos William (PMDB-MG), já tem as assinaturas necessárias. Cobrado no dia 24 pelo deputado, o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros, marcou a reunião que irá discutir a criação da CPMI.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)