Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/11/2004 12:40

Congresso Internacional do Leite começa quinta-feira

Agência Popular

O governo de Mato Grosso do Sul , através da Secretaria de Desenvolvimento Agrário, e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Gado de Leite) realizam um dos maiores eventos voltados para a cadeia produtiva do leite no País.

De quinta 4 a domingo 7, Campo Grande estará reunindo produtores, lideranças políticas, representantes de organizações públicas e privadas, estudantes e profissionais da assistência técnica e extensão rural no 4º Congresso Internacional do Leite. Autoridades do governo federal e pesquisadores de sete países vão debater políticas e tecnologias voltadas à atividade láctea.

O congresso é uma iniciativa da Embrapa Gado de Leite – unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. O evento teve a sua primeira edição em Goiás e se tornou itinerante. Este ano estão confirmadas 13 palestras, além de vários debates e atividades paralelas. Espera-se a presença de mais de 500 participantes.

Para a realização de um evento deste porte, a Embrapa Gado de Leite conta com a parceria de várias instituições. Entre elas estão a Confederação Nacional de Agricultura (CNA), Organização das Cooperativas do Brasil, Confederação Brasileira de Cooperativas de Laticínios, governo de Mato Grosso do Sul e Leite Brasil. As atividades serão desenvolvidas no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, no parque dos Poderes, em Campo Grande.


Leite – Uma cadeia produtiva em franca expansão,
leite e derivados constituem o principal segmento da indústria alimentícia brasileira, correspondendo a 1,5% de toda a riqueza produzida no País. Segundo o chefe-geral da Embrapa Gado de Leite, Paulo do Carmo Martins, para cada R$ 1 milhão em vendas de lácteos, são gerados 129 empregos permanentes. "A cadeia produtiva do leite supera setores como a construção civil e as indústrias têxtil e de automóveis em termos de geração de empregos."

Nos últimos 30 anos, a produção brasileira de leite cresceu 3,5 vezes. "Deixamos de ser um grande importador de lácteos e já estamos exportando para países do Oriente Médio, África e China", diz Martins. Segundo ele, é possível que este ano a balança comercial de lácteos se equilibre.

O Congresso Internacional do Leite se tornou um dos mais representativos fóruns para esta cadeia produtiva tão dinâmica. O congresso será dividido em dois grandes eventos: o workshop sobre políticas públicas para o agronegócio do leite, no qual serão abordados temas como o mercado interno e externo, o futuro das cooperativas do setor, políticas de determinação de preços e a produção familiar; o segundo evento é o simpósio sobre sustentabilidade da pecuária de leite, que discutirá alternativas sustentáveis para a produção de leite no Brasil e na América Latina, além de práticas visando à exportação de lácteos (qualidade e rastreabilidade) e sistemas sustentáveis para a agricultura familiar.

O fato de Mato Grosso do Sul sediar o congresso reflete o grande potencial do Estado para a atividade leiteira. Em uma década, é provável que o Mato Grosso do Sul se torne tão representativo para o setor quanto Goiás, que está entre os três maiores estados produtores de leite do Brasil"

As condições propícias de solo, clima e relevo, aliadas à tradição pecuária da região, só fazem contribuir para isto. Segundo Martins, este Congresso pode ser um divisor de águas para a pecuária de leite de Mato Grosso do Sul. Informações:(67) 318-5273.

SDA-Idaterra

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)