Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/09/2004 08:42

Congresso aprova aumento dos militares

Gabriela Guerreiro e Marcos Chagas /ABr

Brasília - Em uma sessão tumultuada, o Congresso Nacional aprovou na noite de ontem o projeto de lei que permite o reajuste de 10% nos salários dos militares. O projeto autoriza o governo a destinar R$ 754.729.132 extras para viabilizar o aumento. Segundo o líder do Governo no Congresso, senador Fernando Bezerra (PTB-RN), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve editar Medida Provisória para garantir que o reajuste possa vigorar já na folha de pagamento do mês de outubro.

A votação do projeto quase foi inviabilizada por conta do discurso do deputado Eduardo Valverde (PT-RO), que fez duas críticas aos governos anteriores por não terem investido nas Forças Armadas. O senador Heráclito Fortes (PFL-PI), que foi líder do governo Fernando Henrique Cardoso, considerou “ofensivas” as críticas de Valverde e ameaçou pedir verificação de quorum. Como não havia em plenário número suficiente de parlamentares para a votação nominal, a sessão cairia, e mais uma vez o reajuste dos militares não seria aprovado.

No final de agosto, outra sessão do Congresso foi derrubada pelo deputado Celso Russomano (PP-SP), que pediu verificação de quorum, apesar de ter um acordo de lideranças para votação simbólica da matéria, o que obrigou o presidente do Congresso, senador José Sarney, a cancelar a sessão.

Heráclio Fortes e Eduardo Valverde só não discutiram no plenário por intervenção do vice-presidente da Câmara, deputado Inocêncio Oliveira (PFL-PE), que presidia a sessão. Depois de ouvir as reclamações do senador pefelista, Valverde pediu a palavra para responder, mas foi impedido por Inocêncio Oliveira. “Vossa Excelência não vai falar. Não vai falar. Está tumultuando a sessão”, reagiu Inocêncio, que em seguida colocou a matéria em votação.

Nova sessão foi marcada para hoje, às 12h, com o mesmo quorum de hoje, para que sejam apreciados outros projetos de abertura de crédito suplementar.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)