Cassilândia, Domingo, 19 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

08/02/2011 14:23

Confirmadas as mortes de seis presos em rebelião no interior do Maranhão

Alex Rodrigues, Agência Brasil

Brasília - Seis presos foram mortos durante uma rebelião no 2º Distrito Policial de Pinheiro (MA), município a 330 quilômetros (km) da capital maranhense, São Luiz. A confirmação das mortes foi vulgada há pouco, pela Secretaria de Segurança Pública do Maranhão. Embora a secretaria não confirme, a imprensa local afirma que os seis detentos foram decapitados.

Os mortos haviam sido feitos reféns por presos que, após uma tentativa frustrada de fuga, promoveram a rebelião. De acordo com a secretaria, os assassinados eram acusados de pedofilia ou estupro, como José Agostinho Bispo, de 55 anos. Conhecido como o Monstro de Pinheiro, Bispo foi preso em junho do ano passado, após ser condenado a 63 anos de prisão por abusar sexualmente da própria filha, com quem teve sete filhos-netos. A filha sofria abusos desde os 12 anos de idade.

A rebelião começou por volta das 22 horas de ontem (7) e as negociações para tentar conter a violência só começaram na madrugada de hoje (8). De acordo com a secretaria estadual, os presos reclamam da superlotação da delegacia que, embora tenha capacidade para, no máximo, 40 pessoas, abriga mais de 90 presos.

Além de exigir a presença de um juiz da Vara Criminal e de um promotor de Justiça, os detentos pediram um quilo de maconha para libertar os reféns e encerrar a rebelião. Como a maioria deles tem parentes em Pinheiro, os rebelados também reivindicam o direito de receber comida caseira levada pelos próprios parentes.

O secretário adjunto de Inteligência da secretaria estadual, Laércio Costa; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Franklin Pacheco, e o superintendente de Polícia Civil do Interior, Jair Lima de Paiva, estão desde cedo na cidade, acompanhado as negociações, que contam ainda com um juiz e dois promotores de Justiça de Pinheiro. Policiais militares do Batalhão de Choque e uma equipe do Grupo Tático Aéreo também foram deslocados para o município e cercam toda a área em torno da delegacia.

Edição: Vinicius Doria

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 18 de Fevereiro de 2017
Sexta, 17 de Fevereiro de 2017
20:33
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)