Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/02/2005 10:42

Confirmadas 3 mortes por leishmaniose em Três Lagoas

Perfil News

Este ano foram confirmadas as mortes de mais três pessoas com leishmaniose em Três Lagoas. Segundo informações da Vigilância Epidemiológica, os três óbitos entraram nas estatísticas do ano passado, já que se trata de pacientes que estariam em tratamento desde 2004.

A coordenadora do setor, Neide Hiroko Yuki, informou que nos três casos, os pacientes tiveram agravantes no estado clínico. Como o caso de uma paciente de 26 anos, moradora de uma fazenda na região de Brasilândia que abandonou o tratamento e teve um avanço na doença. Ela veio a óbito na quinta-feira passada (3). A outra morte foi de uma moradora do bairro Vila Verde de 48 anos. A vítima era portadora do vírus HIV. “Nesses casos a leishmaniose contribui como agravante, mas não é a causa morte”. Ela veio a óbito no mês de passado. Já a terceira vítima foi uma moradora do bairro Paranapungá, de 56 anos, ela também sofria de diabetes.

NOVOS CASOS

Em menos de dois meses, a Vigilância Epidemiológica registrou dois novos casos de leishmaniose na cidade. O primeiro deles foi confirmado no dia 26 de janeiro. Trata-se de um homem de 34 anos, morador do bairro Vila Nova. O último foi confirmado na última quinta-feira (3). Já este se trata de uma mulher de 57 anos, moradora da Vila Piloto. Conforme dados da vigilância, até agora foram realizados 19 exames de leishmaniose, 17 em janeiro e dois em fevereiro.

Neide explicou que os dois pacientes estão em tratamento na cidade. Em relação ao mesmo período de 2004, este ano teve uma pequena redução. Em janeiro do ano passado, a vigilância registrou três casos da doença.

DOENÇA VOLTA A PREOCUPAR

A leishmaniose voltou a ser motivo de preocupação em Três Lagoas. Em 2004, foram registrados 41 casos da doença. Contando com os três óbitos ocorridos neste ano, sete pessoas morreram de leishmaniose na cidade. Número superior ao de 2002, quando houve a explosão da doença no município. Em 2002, foram registrados 117 casos de leishmaniose e seis óbitos. Já em 2003, o número de casos teve uma queda expressiva. No ano retrasado foram 28 casos e quatro óbitos.

COMBATE À LEISHMANIOSE

Para dar continuidade ao trabalho de combate à leishmaniose na cidade, a prefeitura contratou no mês passado mais 30 pessoas para trabalharem no setor de pulverização do município. Segundo o coordenador de Endemias, Doílio Aparecido Dias, cerca de 12 mil imóveis deverão ser visitados pelos agentes de saúde. Esses imóveis fazem parte dos seis setores considerados críticos pela Secretaria de Saúde. O primeiro setor foi finalizado com aproximadamente 2,5 mil imóveis visitados e o trabalho já foi iniciado no setor dois.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)