Cassilândia, Domingo, 28 de Maio de 2017

Últimas Notícias

28/03/2006 11:18

Confirmada para amanhã a leitura do relatório da CPI

Luciana Vasconcelos

A leitura do relatório da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios marcada para hoje, foi adiada para amanhã. O texto, que deverá ter mais de três mil páginas, está passando pelos ajustes finais.

O relator-adjunto, deputado Eduardo Paes (PSDB-RJ), acredita que o relatório mostrará tudo o que foi comprovado nas investigações ao longo dos dez meses de trabalho da comissão. Após a leitura, o presidente da CPI, senador Delcídio Amaral (PT-MS), acredita os parlamentares farão um pedido de vista coletivo para analisar o documento. Com isso, eles terão o prazo de cinco sessões do Plenário para ler o texto completo.

A CPI foi criada no dia 25 de maio para investigar as causas e conseqüências de denúncias de "atos delituosos" praticados por agentes públicos nos Correios. A origem foi a divulgação de um vídeo no qual o ex-funcionário da estatal Maurício Marinho aparece recebendo R$ 3 mil de propina de supostos empresários, com o objetivo de favorecer-lhes. No vídeo, Marinho detalha um esquema de corrupção que seria comandado pelo PTB e seu presidente da ocasião, Roberto Jefferson, então deputado pelo Rio de Janeiro.

Os trabalhos, porém, foram além dos Correios. O deputado Roberto Jefferson, envolvido nas denúncias, se defendeu atacando o governo e, em 6 de junho, falou sobre a existência de um esquema de pagamento de mesadas a parlamentares da base aliada em troca de apoio ao governo, o chamado "mensalão". E mencionou o nome de um empresário, Marcos Valério de Souza, que seria o responsável por operar o esquema junto com o ex-secretário de finanças do PT, Delúbio Soares.

Então, a CPI mista que começou investigando os Correios, abriu novas frentes de apuração. O documento tem mais de três mil páginas e traz informações sobre as diversas linhas de investigação abertas pela comissão.

São cinco sub-relatorias: de Fundos de Pensão, a cargo do deputado Antônio Carlos Magalhães Neto (PFL-BA); do Instituto de Resseguros do Brasil, do deputado Carlos William (PTC-MG); de Movimentação Financeira, do deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR); de Contratos, do deputado José Eduardo Cardozo (PT-SP) e de Normas de Combate à Corrupção, do deputado Onyx Lorenzoni (PFL-RS). Esta última é responsável por oferecer sugestões para o aperfeiçoamento do sistema eleitoral e do processo de licitações públicas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 28 de Maio de 2017
Sábado, 27 de Maio de 2017
10:00
Receita do Dia
Sexta, 26 de Maio de 2017
10:01
Cassilândia
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)