Cassilândia, Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2017

Últimas Notícias

10/10/2006 10:26

Confira a votação para presidente no exterior

TSE

No primeiro turno, 41.388 brasileiros residentes no exterior votaram nos candidatos a presidente da República em seções montadas em 77 países. Lá fora, o candidato Geraldo Alckmin, da coligação Por um Brasil Decente, venceu o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, da coligação A Força do Povo, por uma diferença de 1.962 votos.

Enquanto Geraldo Alckmin obteve 17.513 votos, o presidente Lula recebeu 15.551 votos. O total de votos válidos somou 39.077, além de 1.263 votos em branco e 1.048 nulos.

Dentre os cinco maiores colégios eleitorais no exterior, o candidato Geraldo Alckmin foi mais bem votado nos Estados Unidos, no Canadá e na Alemanha, enquanto o presidente Lula saiu vitorioso em Portugal e na Itália.

E no continente africano, de uma forma geral, o presidente Lula venceu o candidato Geraldo Alckmin. Mas houve resultados surpreendentes, como na África do Sul, em que o candidato do PSDB venceu o presidente Lula por 122 votos a 69. E na Nigéria, onde houve empate: Lula e Alckmin recebera, cada um, 19 votos.

Cinco maiores e menores colégios

Os cinco maiores colégios eleitorais no exterior são: Estados Unidos, onde foram contabilizados 13.760 votos. Em seguida vem Portugal, onde foram obtidos 4.008 votos. Em terceiro lugar, vem a Itália, com 2.346 votos. Em quarto lugar, ficou o Canadá, com 1.607 votos. O quinto maior colégio eleitoral no exterior é a Alemanha, onde foram alcançados 1.412 votos.

Por outro lado, no menor colégio eleitoral brasileiro do mundo - os Emirados Árabes – apenas 8 brasileiros votaram. Na Tunísia, foram computados somente 13 votos. No Gabão, foram registrados apenas 17 votos. Na Tailândia, 16 votos. Os quinto menores colégios eleitorais são a Arábia Saudita e Marrocos, com 19 votos cada país.

Desempenhos nos maiores

Nos Estados Unidos, Geraldo Alckmin obteve 7.020 votos e o presidente Lula, 3.824 votos. Heloísa Helena obteve 1.371 votos; Cristovam Buarque, 685; Ana Maria Rangel conseguiu 173 votos; Luciano Bivar, 37 votos e José Maria Eymael, o menos votado, obteve 27 votos.

Já em Portugal, o maior número de votos foi para o presidente Lula: 1.787. Em segundo lugar, vem Geraldo Alckmin, com 1.311 votos. Em seguida, vêm Heloísa Helena, com 304 votos; Cristovam Buarque, com 96; Ana Maria Rangel, com 75 votos; Eymael, com 22; e Luciano Bívar, com 13 votos.

No terceiro maior colégio eleitoral do exterior, a Itália, o candidato Lula também foi o mais votado, com 1.079 votos; Geraldo Alckmin obteve 797 votos; Heloísa Helena, 170; Cristovam Buarque, 90; Ana Maria Rangel, 70; Eymael, 11 e Luciano Bívar, 7 votos.

No Canadá, Geraldo Alckmin conseguiu o maio número de votos: 781; o segundo mais votado foi o presidente Lula, com 469; Heloísa Helena teve 119 votos; Cristovam Buarque, 109; Ana Maria Rangel, 12; Luciano Bívar, 6 e Eymael, 4 votos.

Na Alemanha, Geraldo Alckmin obteve 597 votos, enquanto Lula ficou com 516; Heloísa Helena conseguiu 96 votos; Cristovam Buarque, 63; Ana Maria Rangel, 25 votos; Luciano Bívar, 6 e Eymael, 4 votos.

Desempenhos nos menores

No menor colégio eleitoral, os Emirados Árabes, com 8 votos, Geraldo Alckmin obteve 4 votos e Lula, 3. O voto restante foi para a candidata Ana Maria Rangel.

Na Tunísia, segundo menor colégio eleitoral, com 13 votos, Geraldo Alckmin levou 6 votos, o presidente Lula, 5, e Heloísa Helena e Cristovam Buarque, um voto para cada.

No Gabão, dos 17 votos, 9 foram para o presidente Lula; 7 para Geraldo Alckmin; e um para Heloísa Helena.

Na Tailândia, dos 16 votos, os candidatos Lula e Alckmin empataram, com 6 votos cada um. Em seguida, vem Heloísa Helena, com 3 votos e apenas um voto nulo.

Nos quinto menores colégios - Arábia Saudita e Marrocos – com 19 votos, cada um, o desempenho foi o seguinte: na Arábia Saudita não houve voto branco ou nulo. Lá, Geraldo Alckmin teve 13 votos e o presidente Lula, apenas 3. Heloísa Helena teve 2 votos e Ana Maria Rangel, um voto. No Marrocos, conseguiram votos os candidatos Lula, 11; Geraldo Alckmin, 3; Cristovam Buarque, 2 e Heloísa Helena, um voto.

Países africanos

Nos países africanos, de uma forma em geral, o presidente Lula venceu o candidato Geraldo Alckmin, salvo na África do Sul e na Nigéria, onde houve empate. Em todas as demais nações localizadas no continente africano, o presidente Lula superou o candidato tucano, como revelam os números abaixo:

Angola – Lula, 105 votos e Alckmin, 59; em Cabo Verde, Lula obteve 26 votos e Alckmin, 9 votos; na Costa do Marfim, Lula ficou com 21 votos e Alckmin, com 2; no Egito, Lula obteve 35 votos e Alckmin, 23; na Guiné Bissau, Lula teve 43 votos e Alckmin, 15; no Kênia, Lula teve 24 votos e Alckmin, 5; no Marrocos, Lula teve 11 votos e Alckmin, 3; em Moçambique, Lula teve 126 votos e Alckmin, 72; No Senegal, Lula teve 15 votos e Alckmin, 3.

Quase houve empate na Tunísia, em que Alckmin teve 6 votos e Lula, 5; e no Gabão, onde Lula teve 9 votos e Alckmin, 7 votos.

Legislação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por meio da Resolução 22.155/2006, determina que o eleitor residente no exterior que tenha requerido sua inscrição ao juiz da Zona Eleitoral no Exterior até 151 dias antes ao pleito, vote nas eleições para presidente da República.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 18 de Janeiro de 2017
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Terça, 17 de Janeiro de 2017
23:53
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)