Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/11/2006 17:29

Condenado a 14 anos de reclusão por homicídio é solto

STF

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu libertar João Ferreira de Sousa Neto, condenado a 14 anos de reclusão por ter praticado crime de homicídio. A Turma deu provimento ao Recurso Ordinário em Habeas Corpus (RHC 89455) interposto pela Defensoria Pública da União em favor do condenado.

“O RHC diz respeito a questão de saber se há ou não nulidade processual na falta de intimação pessoal do defensor público para sessão de julgamento de Tribunal de Justiça no qual se negou provimento a recurso em sentido estrito”, ressaltou o relator, ministro Ricardo Lewandowski.

Segundo ele, o defensor público não foi intimado no julgamento nem na publicação do acórdão, portanto não teve conhecimento dos atos. “Ele só tomou conta do julgamento quando foi intimado para apresentar contra-razões ao libelo”, disse o relator. O ministro afirmou que o defensor apresentou as contra-razões e imediatamente ingressou com habeas no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Lewandowski contou que as contra-razões foram apresentadas em 18 de novembro de 2004, o habeas ingressado no STJ em 22 de novembro de 2004 e a decisão condenatória só ocorreu em 13 de dezembro de 2004. “Portanto, ele agiu sempre tempestivamente, com zelo”, entendeu o relator.

“Este é um caso da Defensoria Pública, que é sempre sobrecarregada e que não foi intimada, realmente não pode fazer um bom trabalho”, disse a ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, que acompanhou o relator.

Dessa forma, a Turma, por unanimidade, proveu o recurso para anular o processo “a partir da prolação do acórdão do recurso em sentido estrito e expedindo o alvará de soltura”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)