Cassilândia, Sexta-feira, 24 de Maio de 2019

Últimas Notícias

29/11/2018 17:13

Concurso público da Prefeitura e da Previsca está suspenso; entenda

Redação
Concurso público da Prefeitura e da Previsca está suspenso; entenda

O concurso público de provas e títulos da Prefeitura de Cassilândia e da Previdência dos Servidores Públicos Municipais de Cassilândia - Previsca - que seria realizada neste domingo (02/12) foi suspenso. A decisão foi tomada pelo Prefeito Jair Boni Cogo após reunião na tarde de hoje realizada no Ministério Público Estadual.

O motivo da suspensão tem a ver com a notificação recebida pela Administração Municipal, vinda do Ministério Público Estadual, que recomendava a reabertura das inscrições por considerar que o prazo dado às pessoas de baixa renda para conseguir a isenção da taxa do certame foi muito pequeno (apenas dois dias), em detrimento do prazo que tinham as pessoas que pagaram pela inscrição no concurso público (mais de dez dias).

Para evitar a judicialização do concurso público, o Prefeito Jair Boni decidiu então suspender as provas e reabrir o prazo para inscrição, que deverá ser de uma semana, tanto para pessoas de baixa renda, quanto para aqueles que quiserem fazer o concurso e tiverem condições de arcar com o pagamento da taxa. Segundo o Prefeito, a impossibilidade de realizar contratações temporárias pode "travar" a administração no início do próximo ano, principalmente na área da Educação. 

AÇÃO DO GAECO

Em suas considerações, o Promotor Pedro Magalhães disse que não poderia se manifestar sobre as notícias veículadas de suposta participação da empresa vencedora da licitação em Cassilândia, e que realizará o concurso público, porque ainda não teve acesso aos documentos levantados pelo GAECO, porém deixou claro que, caso continue o certame e ao final dele, mesmo após a posse dos possíveis concursados, venha a reunir provas de que há/houve crime cometido pela empresa em questão, não descarta tomar medidas judiciais, inclusive para anular o concurso público.

O Presidente da 12ª Subseção da OAB de Cassilândia, o advogado Guilherme C. Girotto, manifestou seu desejo de cancelamento do certame, considerando que hoje, na cidade, o concurso perdeu a credibilidade. "Apesar de reconhecer o legítimo direito de defesa da empresa investigada pelo GAECO, ninguém em Cassilândia irá acreditar no resultado desse concurso."

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 24 de Maio de 2019
10:00
Receita do Dia
07:20
Atenção motoristas e ciclistas
Quinta, 23 de Maio de 2019
22:00
Loterias
21:45
Loterias
21:42
Loterias
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)