Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

10/08/2015 16:00

Companhia aérea deve ressarcir consumidor por extravio de bagagem

TJMS

Em decisão unânime, os desembargadores da 5ª Câmara Cível proveram parcialmente o recurso de apelação interposto por J.E.C.C contra sentença proferida pela 14ª Vara Cível da Comarca de Campo Grande, a qual julgou parcialmente procedente o pedido inicial constante na ação de indenização por danos materiais e morais, condenando dessa maneira a empresa aérea ao pagamento de R$ 5.000,00 a título de danos materiais, além de R$ 7.250,00 por danos morais.

A sentença proferida em 1º grau também condenou a ré ao pagamento das despesas processuais, honorários advocatícios e custas, que foram fixados em 10% sobre o valor da condenação. Em face dessa sentença, J.E.C.C interpôs recurso de apelação pleiteando os valores solicitados na petição inicial: R$ 36.630,70 por danos materiais e R$ 30.000,00 a título de danos morais, visto que ao retornar do Rio de Janeiro para Campo Grande teve sua mala extraviada pela companhia aérea.

Em suas razões, o apelante alega que os pertences que estavam na mala eram compatíveis com seu poder aquisitivo e com a viagem realizada. E ao final, requereu a inversão do ônus de prova em seu favor quanto aos danos materiais, solicitando o arbitramento no valor pleiteado na inicial, bem como a majoração da indenização por danos morais no valor de R$ 30.000,00.

Em contrarrazões, a empresa aérea pugnou pela manutenção da sentença prolatada em 1º grau.

Ao analisar o recurso, o Des. Luiz Tadeu Barbosa Silva, relator do processo, disse que o autor não produziu, em relação ao valor dos bens extraviados, a prova do fato constitutivo de seu direito, ao menos em relação ao valor pretendido (R$ 36.630,70) de danos materiais. Consequentemente, não há de se falar em inversão do ônus da prova, visto que o apelante não foi bem sucedido ao provar fato constitutivo do direito alegado.

Contudo, reconheceu que a empresa aérea possui o dever de transportar a bagagem de forma segura até seu destino, e que, nesse caso, a responsabilidade é objetiva.

No tocante à majoração do dano material pleiteado pelo apelante, o relator disse que “há de se majorar o valor de reparação moral para R$ 10.000,00 (dez mil reais), importe este que considero suficiente para atender de forma coerente o caso concreto, levando-se em consideração o desestímulo à empresa aérea na reiteração da conduta abusiva, bem como a compensação devida ao autor”.

“Posto isso, conheço do recurso e dou-lhe parcial provimento para majorar o valor de reparação material para R$ 10.000,00 (dez mil reais) e o valor de reparação moral também para R$ 10.000,00 (dez mil reais), num total de R$ 20.000,00 (vinte mil reais)”, concluiu o relator.

Processo nº 0825458-85.2014.8.12.0001

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)