Cassilândia, Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018

Últimas Notícias

09/12/2017 11:00

Como sobreviver às muitas tarefas do fim de ano?

Gazeta Esportiva

 

Um piscar de olhos e de repente já é Natal. E a correria para dar conta de todos os detalhes para as festas de fim de ano pode acabar desencadeando em muitos indivíduos a enxaqueca pós estresse. Esse é apenas um exemplo, já que todos os dias estamos submetidos a diversos estímulos que provocam esse desequilíbrio emocional. De acordo com o Organização Mundial da Saúde (OMS), a enxaqueca está entre as 20 doenças mais incapacitantes e o estresse é a causa de 30% dessa ocorrência.

Mas como diferenciar a popular dor de cabeça de um episódio de enxaqueca? A resposta não é tão simples assim. Depende de uma série de fatores e procurar um médico para identificar as causas e obter um diagnóstico clínico é sempre a opção mais acertada.

Conforme explica a neurologista Dra. Célia Roesler, a enxaqueca é um dos muitos tipos de dor de cabeça. Pulsátil, a dor geralmente é unilateral e pode causar náuseas e vômitos, além de tonturas. Outra característica comum da enxaqueca é a intolerância à luz, cheiros e movimentos – “quem sofre de enxaqueca não aguenta sequer o simples movimento de abaixar a cabeça. E permanecer em ambientes silenciosos e escuros ajudar a amenizar o desconforto que pode durar de quatro a 72 horas”, explica a especialista.

Para não tornar o quadro crônico, a Dra. Célia alerta quanto aos perigos da automedicação: “Todo mundo sempre tem um remedinho na bolsa para dor de cabeça. Usar analgésicos com frequência para eventos episódicos de enxaqueca pode tornar o tratamento mais difícil”.

Entre as novas linhas de tratamento para a enxaqueca em uso no Brasil aparece a toxina botulínica como ação preventiva, indicada a pacientes que têm enxaqueca crônica. Outra opção de tratamento é a neuromodulação, uma espécie de tiara que colocada na testa estimula ramo dos nervos trigemeos – a novidade não tem contraindicação, pois não é um medicamento e pode ser utilizada por adultos, crianças e idosos e até gestantes.

“Como nem sempre é possível evitar o estresse emocional, é importante tentar descobrir os alimentos outros gatilhos que possam desencadear a dor de forma preventiva. Evite o jejum prolongado e a privação de sono”, aconselha a médica.

É possível então evitar a crise de enxaqueca desencadeada pelo estresse? A especialista indica que sim e aponta dicas para prevenir as dores:

– Procure praticar atividades como meditação e procure por técnicas de relaxamento;

– Tente administrar seu tempo de acordo com sua rotina;

– Saiba o que é importante para você;

– Não leve trabalho para casa;

– Pratique atividade física diariamente.

 

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 15 de Janeiro de 2018
Domingo, 14 de Janeiro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)