Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

29/01/2013 12:24

Como proteger sua casa durante viagens

Sérgio Marques, gerente da Embrase

Durante as férias ou recessos ao longo do ano, as casas desabitadas costumam ser um convite apetitoso para a bandidagem, tanto que no estado de São Paulo o índice de roubos e furtos em residências, nos meses de janeiro ou de fevereiro, chega a ter um aumento de 23% em relação a outros períodos do ano.

Porém, alguns cuidados básicos podem evitar o prejuízo e a dor de cabeça de encontrar a moradia invadida, na volta da viagem.

O primeiro deles fica por conta de um comportamento simples e que pode ajudar muito: converse com o seu vizinho e o informe sobre seu período de ausência. Pedir a ele que recolha as correspondências da porta de entrada, é uma boa precaução. Se for possível, sugira ainda que ele para acenda alguma luz interna da propriedade para dar a impressão de que há gente no local, porém nunca deixe a luz acesa direta, isso demonstra que não tem ninguém em casa, se possível desligar a campainha nesse período em que estiver fora de casa, se alguém tocar ficará em dúvida se realmente tem alguém.

Também é aconselhável avisar as centrais de monitoramento de seu condomínio sobre a sua saída. Em geral, essas unidades de controle colocam um aviso sobre seu cadastro e que estimulam a atenção por parte da vigilância.

Outro erro muito comum, que costuma ser cometido pelos proprietários dos imóveis, fica por conta daquele momento que antecede o passeio: a hora de colocar a bagagem no carro. “Isso deve ser feito de maneira muito discreta e sem alarde. Lembre-se de que se sua casa estiver na mira dos deliquentes, provavelmente, já estão observando o movimento do lugar há algum tempo”, afirma Sérgio Marques, gerente geral da filial da Embrase, em Campinas.

Verifique a segurança das portas dos fundos e certifique-se de que há segurança nesses pontos. De acordo com o especialista, na maioria dos casos, as pessoas priorizam a segurança da porta principal, utilizando materiais reforçados e fechaduras resistentes, e não se preocupam com as demais entradas do imóvel. “Em geral, para as passagens secundárias são usadas portas e janelas de alumínio ou de vidro, ambas bem mais frágeis”, completa.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)