Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

17/08/2015 17:47

Como está a investigação sobre o acidente aéreo com a família Huck

Aline dos Santos, Campo Grande News
Avião com família Huck fez pouso forçado em 24 de amio. (Foto: Fernando Antunes)Avião com família Huck fez pouso forçado em 24 de amio. (Foto: Fernando Antunes)

O acidente aéreo com a família Huck, ocorrido em 24 de maio em Campo Grande, completa três meses na próxima semana e prossegue em investigação pelo Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos).

De acordo com a assessoria de imprensa do centro, a “investigação da ocorrência com a aeronave de matrícula PT-ENM encontra-se na fase de coleta de dados”. Ainda segundo o Cenipa, a linha das investigações é baseada no anexo 13 da Convenção de Aviação Civil Internacional e apura os fatores humano, operacional e material.

Não há prazo para o término das investigações e somente no relatório final é que serão divulgados os fatores contribuintes. O documento é disponibilizado na internet. Em média, a apuração dura um ano. O objetivo não é punir culpados, mas emitir recomendações de segurança para prevenir acidentes com características semelhantes.

Dentro do fator humano, são analisados os aspectos psicológicos, fisiológicos e organizacionais. Em âmbito operacional, são avaliadas as condições da tripulação: como experiência de voo, proficiência, treinamento, aplicação de comandos, coordenação de cabine, planejamento de voo. No fator material, são avaliados itens como funcionamento dos motores, fabricação e projeto da aeronave, componentes, destroços.

Em primeiro de junho, após consultar vários especialistas, reportagem do Campo Grande News apontou que “pane seca”, ou seja, falta de combustível, era a principal hipótese para o acidente com o bimotor EMB 820 C – Caraja, da MS Taxi Aéreo. De acordo com a direção da empresa, a MS Táxi Aéreo aguarda a divulgação do relatório do Cenipa.

Susto e holofote – O avião que transportava os apresentadores Luciano Huck, Angélica, três filhos do casal e duas babás fez um pouso forçado na fazenda Palmeira, próximo à rodovia MS-080, na manhã de 24 de maio, um domingo. Na aeronave, ainda estavam o piloto Osmar Frattini, 52 anos, considerado herói por ter evitado uma tragédia, e o co-piloto José Flávio de Souza Zanatto.

A família Huck e as babás foram socorridas por uma pessoas que passava pela estrada. Todos foram levados à Santa Casa de Campo Grande. O piloto primeiro foi para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e, após pedido de Luciano Huck, levado para a Santa Casa. O acidente aéreo dominou o noticiário nacional.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)