Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

23/03/2005 10:02

Como brasileiros poderão enviar dinheiro do exterior

Livia Veiga/TV Nacional/ABr

O Banco Interamericano de Desenvolvimento estima que cerca de 2,5 milhões de brasileiros vivem no exterior e mais da metade envia dinheiro para a família regularmente. Só em 2004, o Brasil recebeu US$ 5,8 bilhões dos emigrantes. O país está no grupo das 20 nações que mais recebem recursos de cidadãos que vivem no exterior. Mas fazer uma remessa não e tão fácil quanto parece: a burocracia ainda é grande e as taxas chegam a até 8,5%. Por causa das dificuldades, grande parte desse dinheiro é trazida ao país por portadores ou vem pelos Correios.

A Caixa Econômica Federal e o Banco Comercial Português firmaram uma parceria que pode facilitar a operação de remessa. A partir de agora os brasileiros que vivem nos Estados Unidos e no Canadá podem usar a rede BCP, mesmo sem ser clientes, para fazer a remessa. Não e preciso ter cartão de crédito internacional, basta apresentar um documento de identificação e os dados do destinatário. A taxa cobrada é de 2,52%.

A primeira brasileira a fazer esse tipo de operação foi a baiana Ramona Giostre, que mandou US$ 100 para o sogro, que mora em Santa Catarina". A iniciativa é muito boa. Com as outras empresas a gente não sabia quando o dinheiro ia chegar lá", disse Ramona, que há quatro anos vive perto de Nova Iorque.

O BCP é uma entidade que já oferece esta operação para portugueses. "Agora fazemos um banco não só para as comunidades portuguesas, mas também para as comunidades brasileiras. Portanto é um banco luso-brasileiro", disse Christopher de Beck, vice - presidente mundial do BCP. "Trabalhamos nesse negócio de remessas há 40 anos e temos uma longa experiência. Montamos um esquema adaptado ao modelo brasileiro, mas também levamos em conta a experiência que já tínhamos".

"A Caixa estava operando com remessas, através da internet. Agora, aqui nos Estados Unidos, estamos disponibilizando 18 agências e oito no Canadá, em geral localizadas onde os brasileiros mais se concentram", revelou o presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Mattoso. Para ele, isso vai permitir aos brasileiros residentes, independentemente da situação documental, fazer seus envios, suas aplicações. "Isso vai facilitar muito a vida dos brasileiros", afirmou.

Ainda este ano a Caixa deve fechar outras parcerias para atender brasileiros que moram em países como Japão e Portugal. Nesta quarta-feira, Jorge Mattoso vai a Washington, fechar um acordo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento. A Caixa vai acompanhar os projetos do BID no Brasil.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)