Cassilândia, Sábado, 24 de Junho de 2017

Últimas Notícias

02/04/2004 09:44

Comissão sobre número de vereadores define roteiro

Agência Câmara

A comissão especial que vai discutir regras para a composição das câmaras municipais definiu nesta quinta-feira seu roteiro de trabalho. A intenção dos integrantes da comissão é agilizar a discussão das três propostas de emenda à Constituição sobre o tema que serão analisadas - PECs 353/01, 452/01 e 71/03.
Atualmente, a Constituição, em seu artigo 29, estabelece que o número de vereadores será proporcional à população do município, observados os limites de 9 a 21 vereadores nos municípios de até um milhão de habitantes; 33 a 41 vereadores até cinco milhões de habitantes; 42 a 55 nos municípios de mais de cinco milhões de habitantes.

Audiências
No próximo dia 15, a comissão vai realizar audiência pública em Porto Alegre para discutir a nova composição das câmaras municipais com vereadores do Rio Grande do Sul. O pedido para a audiência é do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS).
A comissão aprovou também outros cinco requerimentos que propõem a realização de audiências públicas. Três deles pedem que seja convidado o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, José Sepúlveda Pertence, para discutir as três propostas em análise pela comissão. Os requerimentos para as audiências com o presidente do TSE são dos deputados Jairo Carneiro (PFL-BA), presidente da comissão; Daniel Almeida (PCdoB-BA); e Ivan Ranzolin (PP-SC).
O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal, Nelson Jobim, também será convidado pela comissão, a pedido do deputado Jairo Carneiro, para debater as novas regras para composição das Câmaras. A comissão também vai realizar audiência pública com os presidentes da União dos Vereadores do Brasil e da União dos Vereadores do Estado de São Paulo.

Decisão do STF
Na semana passada, o Supremo Tribunal Federal decidiu alterar o número de vereadores em nove municípios do estado de São Paulo. A decisão foi tomada em julgamento de recurso extraordinário contra dispositivo da lei orgânica do município de Mira Estrela (SP). Por oito votos a três, o STF acatou parcialmente recurso do Ministério Público de São Paulo, entendendo que os municípios têm direito a um vereador para cada 47.619 habitantes.
O município de Mira Estrela, que tem menos de três mil habitantes, se enquadra no limite mínimo constitucional de nove vereadores. A decisão, no entanto, não afetará a composição da atual legislatura da câmara municipal. Os critérios fixados pelo Supremo serão submetidos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que deverá regular a matéria para as próximas eleições municipais. O TSE aguarda a publicação do acórdão do julgamento do Supremo para dar orientação uniforme a todos os municípios brasileiros.

Regra geral
O deputado Augusto Nardes, autor de uma das propostas em análise pela comissão, argumenta que a definição de critérios pelo Congresso Nacional vai evitar que o Ministério Público questione os cálculos em cada cidade. "Aprovada no Congresso, a decisão, que é específica, será derrubada, pois passará a vigorar a emenda constitucional feita pelo Congresso Nacional, que é superior a qualquer decisão do Supremo. O Supremo, no vácuo que existe na legislação, acaba fazendo sua interpretação. Mas, na verdade, quem tem a autonomia e o poder para fazer as alterações é o Congresso Nacional".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 24 de Junho de 2017
Sexta, 23 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)