Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

27/08/2005 08:44

Comissão rejeita projeto que pune publicitários

Agência Câmara

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática rejeitou, na última quarta-feira (24), o Projeto de Lei 58/03, que pune com multa e com até dois anos de detenção os autores de publicidade enganosa ou abusiva. De autoria do ex-deputado Wilson Santos, o projeto acrescenta um parágrafo ao Código de Defesa do Consumidor (Lei 8078/90).
O código proíbe a propaganda enganosa ou abusiva. O autor do projeto, porém, acredita que falta clareza a respeito de quem deva ser punido.
No entendimento do relator da proposta, deputado Ariosto Holanda (PSB-CE), a penalidade só poderá ser aplicada ao autor da peça publicitária ou à agência de publicidade se eles veicularem informação que sabem ser falsa. Holanda ressaltou que os autores ou a agência "poderão ser inocentados quando a publicidade for elaborada com base em informações fornecidas pelo cliente sem que houvesse a possibilidade de confirmar os dados recebidos".

Laboratório de testes
Ariosto Holanda lembrou que há casos em que, para verificar a veracidade das informações, as agências precisariam manter laboratórios de testes para cada um dos produtos anunciados. Ele mencionou o Código de Defesa do Consumidor para dizer que cabe ao juiz determinar se os autores da campanha publicitária tinham ou não conhecimento de informações que permitissem avaliar se a publicidade era enganosa ou abusiva.

Engano e abuso
A publicidade enganosa é a informação publicitária total ou parcialmente falsa. Mesmo por omissão de alguma informação, ela pode induzir o consumidor ao erro sobre as características dos produtos.
A publicidade abusiva, por sua vez, possui caráter discriminatório de qualquer natureza. Ela pode, por exemplo, incitar à violência, explorar o medo ou a superstição.

Tramitação
A proposta ainda será analisada pelas comissões de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Se aprovada em pelo menos uma dessas comissões, irá a plenário.



Reportagem - Cristiane Bernardes
Edição - Noéli Nobre


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)