Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/11/2014 07:02

Comissão rejeita emendas ao projeto de regulamentação dos domésticos

Iolando Lourenço, Agência Brasil

 

A Comissão Mista de Consolidação das Leis e Regulamentação Constitucional do Congresso rejeitou hoje (11) as mais de 50 emendas apresentadas por deputados ao Projeto de Lei Complementar (PLS) 22/13, que regulamenta os direitos dos empregados domésticos. O projeto, que foi elaborado pela comissão e aprovado pelo Senado em julho do ano passado, deverá voltar nos próximos dias à Câmara para nova votação.

Em 23 de abril deste ano, quando a proposta foi colocada em votação no plenário da Câmara, foram apresentadas as mais de 50 emendas para modificar o texto, que havia sido aprovado pelos senadores. Como o projeto teve origem em comissão mista especial, antes de apreciar as emendas de plenário, a matéria tem que retornar à comissão para a análise das emendas, antes de ser levada à votação no plenário.

O relator do projeto na comissão, senador Romero Jucá (PMDB-RR), deu parecer pela rejeição de todas as emendas por considerar que elas descaracterizam o texto aprovado pelo Senado. “Entendemos que a proposta do Senado, aprovada por unanimidade, é uma proposta moderna que regulariza o emprego doméstico. E queremos ver o emprego doméstico fortalecido. Portanto, vamos trabalhar no sentido de manter o texto do Senado”, disse.

Elaborado para regulamentar a Emenda Constitucional 72, conhecida como a PEC das Domésticas, o projeto precisa ser agora aprovado pelo plenário da Câmara. Se em plenário, os deputados aprovarem alguma emenda modificando o texto do Senado, o projeto terá que retornar para nova votação dos senadores, que poderão rejeitar as emendas da Câmara, resgatando o texto original, ou aprovar as emendas da Câmara e encaminhar o texto à sanção presidencial.

O senador Romero Jucá disse que pedirá à Câmara rapidez na aprovação do projeto. Segundo ele, sem a regulamentação da Emenda Constitucional 72, vários pontos relativos aos direitos dos trabalhadores domésticos estão em aberto como a jornada de trabalho e o pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)