Cassilândia, Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

Últimas Notícias

29/08/2017 19:00

Comissão rejeita constar em rótulo quantidade de água usada na produção

Agência Câmara


A Comissão de Defesa do Consumidor rejeitou projeto de lei do deputado João Derly (Rede-RS) que obriga as embalagens e rótulos de produtos alimentícios a informar a quantidade de água utilizada no processo de fabricação.

O projeto (PL 5290/16) recebeu parecer contrário do deputado Cabo Sabino (PR-CE). O relator reconhece que a proposta tem um objetivo importante, que é de criar uma consciência de sustentabilidade entre os consumidores, alertando para o uso excessivo de água na produção dos alimentos.

Mas ele disse que a iniciativa esbarra em dois problemas. O primeiro é a dificuldade em estabelecer com precisão a quantidade de água despendida em todas as fases de produção de um alimento. O segundo refere-se à dificuldade de fiscalização, o que pode tornar sem efeito a nova medida.

“Se a proposta fosse obrigatória, os custos decorrentes seriam, com certeza, transferidos ao consumidor, o que não é algo desejável, especialmente neste difícil momento econômico pelo qual passa o País”, disse Sabino.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado agora nas comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:
PL-5290/2016

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 22 de Setembro de 2017
Quinta, 21 de Setembro de 2017
10:00
Receita do dia
06:20
Libertadores da América
Quarta, 20 de Setembro de 2017
21:22
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)