Cassilândia, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

01/08/2017 17:00

Comissão rejeita adicional para professor que atende aluno com deficiência

Agência Câmara


A Comissão de Educação rejeitou projeto de lei do deputado Ronaldo Carletto (PP-BA) que determina, aos professores que prestam assistência a alunos com deficiência em sala de aula, acréscimo de 50% no valor da hora aula. O projeto altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT, Decreto-lei 5.452/43).

A rejeição foi pedida pelo relator do projeto (PL 1858/15), deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG). Ele afirmou que o Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei 13.146/15) já prevê a presença de “profissionais de apoio escolar” nas escolas.

Um dos dispositivos determina que as escolas privadas de qualquer nível e modalidade de ensino devem ofertar os profissionais de apoio, que auxiliam os professores em sala de aula, podendo atuar junto a alunos com deficiência. A norma proíbe a cobrança de valores adicionais de qualquer natureza sobre as mensalidades.

“As escolas não têm escolha. Caso não disponham de profissionais de apoio escolar nas salas de aula, estarão descumprindo a lei”, disse Barbosa.

Julgamento
O relator lembrou ainda que no ano passado o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou, em julgamento de ação proposta por entidade das escolas privadas, que elas estão obrigadas a promover a inserção de pessoas com deficiência no ensino regular e prover as medidas de adaptação necessárias sem ônus financeiro para os pais ou responsáveis.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado agora nas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; Finanças e Tributação; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:
PL-1858/2015

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 17 de Agosto de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 16 de Agosto de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)