Cassilândia, Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

Últimas Notícias

27/10/2017 18:00

Comissão aprova projeto que cria mecanismos para coibir violência contra idosos

Agência Câmara Notícias


O relator, Eros Biondini: proposta responde à demanda por um tratamento mais humano do Estado à população idosa
A Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa aprovou projeto do deputado Felipe Bornier (Pros-RJ) que cria mecanismos para coibir a violência contra idosos (PL 3779/15).

O relator, deputado Eros Biondini (Pros-MG), apresentou parecer favorável ao texto e manteve o substitutivo apresentado pela comissão anterior, de Seguridade Social e Família.

Segundo ele, a nova versão harmonizou as propostas do autor com as disposições já constantes do Estatuto do Idoso (Lei 10.741/03) e inseriu dispositivos relevantes para ampliar a proteção a essa população.

“É uma medida urgente e necessária, de modo que a proposição responde à demanda por um tratamento mais humano e responsável por parte do Estado em relação a esse público-alvo prioritário para as ações estatais”, afirmou Biondini.

O texto aprovado altera o Código Civil (Lei 10.406/02) para excluir da sucessão os herdeiros ou legatários da herança de idoso ofendido que esteja sob seu cuidado, guarda, vigilância ou autoridade, ou que, por qualquer motivo, seja incapaz de defender-se dos riscos resultantes do abandono.

Medidas de urgência
A proposta também altera o Código Penal (Decreto-Lei 2.848/40) para prever que, em lesão corporal praticada como violência doméstica, a pena seja aumentada em um terço se o crime for cometido também contra maiores de 60 anos.

Para benefício das medidas protetivas de urgência, o juiz tem 48 horas para conhecer do expediente e do pedido e decidir sobre elas; determinar o encaminhamento do ofendido ao órgão de assistência judiciária, quando for o caso; e comunicar ao Ministério Público para que adote as providências cabíveis.

Entre essas medidas, estão a suspensão da posse ou restrição do porte de armas, com comunicação ao órgão competente; o afastamento do lar, domicílio ou local de convivência com o ofendido; a proibição de aproximação e de contato do ofendido; e a prestação de alimentos e danos gerados liminarmente ou provisórios.

Tramitação
O projeto ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ir ao Plenário.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:
PL-3779/2015

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 22 de Novembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 21 de Novembro de 2017
Segunda, 20 de Novembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)