Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/06/2013 17:41

Comércio ganha mais 1 ano para emitir nota com imposto detalhado

Ângela Kempfer, Campo Grande News

O governo federal decidiu dar mais tempo aos empresários para a discriminação em nota fiscais dos percentuais referentes aos impostos. O comércio ganhou um ano para se adaptar e só depois dessa prazo começarão as multas e penalidades para quem não discriminar em local visível os impostos embutidos no preço dos produtos e serviços.

Em Campo Grande, em uma passagem na amnhã de hoje pelo Centro da cidade, o Campo Grande News não encontrou nenhuma empresa com a nota fiscal detalhada. Nem as maiores redes de supermercado estão prontas para a lei aprovada no ano passado e que passou a vigorar hoje em todo Brasil.

O Procon já havia, inclusive, anunciado uma fiscalização para amanhã.

Mas no meio da tarde de hoje a Casa Civil informou que o governo enviará ao Congresso Nacional, ainda nesta semana, uma medida provisória ampliando em um ano o prazo para início da aplicação de multas, para neste intervalo promover orientações educativas.

A elaboração da proposta de regulamentação da Lei 12.741/2012 e a fiscalização serão coordenadas pela Secretaria da Micro e Pequena Empresa, criada este ano pelo governo.

As empresas que ainda não se adaptaram alegam falta de regulamentação da lei e regras para adequar seus sistemas informatizados.

Mas a lei dixa claro que o valor dos tributos incidentes deverá ser feita separadamente para cada mercadoria ou serviço, inclusive na hipótese de regimes jurídicos tributários diferenciados dos respectivos fabricantes, varejistas e prestadores de serviços, quando couber.

Terão de ser informados ao consumidor os impostos sobre Operações Financeiras (IOF) e sobre Produtos Industrializados (IPI), o relativo ao Programa de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/Pasep), as contribuições para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), além dos impostos Sobre Serviços (ISS) e sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)